Voltar
Rally Dos Sertões

Organização da prova usa “WhatsApp” via satélite

Equipe técnica do Sertões 2020 tem aplicativo de mensagens próprio, para assegurar a comunicação em áreas remotas e garantir a segurança dos competidores; veja como funciona

02/11/2020 - 2 minutos, 4 segundos


Veículos da equipe técnica do Rally dos Sertões 2020 tem antena para acessar cobertura global via satélite. Foto: Cadu Rolim/Shez

A cada edição, o Rally dos Sertões traz novidades não apenas relacionadas ao percurso, mas também inovações no campo da tecnologia. E, neste ano, a equipe técnica, que controla os trechos especiais e monitora os competidores, passa a utilizar uma espécie de WhatsApp via satélite.

O aplicativo criado especificamente para a prova tem sido desenvolvido ao longo dos últimos três anos. O objetivo é assegurar a comunicação da equipe em áreas remotas e garantir a segurança dos competidores.

Um dos principais objetivos de grandes marcas que patrocinam o evento, bem como seus competidores, é que o rali seja um grande laboratório a céu aberto. Lidar com condições adversas, locais afastados, dias consecutivos de velocidade, variados tipos de terreno (lama, dunas, terra, rios, etc) faz com que sejam desenvolvidos equipamentos e inovações tecnológicas. Pilotos, equipes de apoio e a organização do rali sempre buscam alternativas que sejam práticas e efetivas em uma prova de longa duração.

Para garantir a comunicação entre toda a equipe técnica do Rally dos Sertões foi desenvolvido um sistema brasileiro de troca de mensagens, denominado ConverSat, que permite a comunicação e localização do staff da prova.

“A grande diferença é que a informação é transmitida ou recebida pelo celular de qualquer lugar do planeta, como o sertão, no meio de um oceano ou até no Deserto do Saara”, explica Alexandre Chiarello Bortot, presidente da Totem, empresa responsável pelo desenvolvimento do ConverSat.

Entenda como funciona

Embora se pareça com o WhatsApp, o ConverSat envia somente mensagens de texto, mas não manda imagens, áudios e vídeos. O aplicativo utiliza a cobertura global, ou seja, trata-se de um whatsapp via satélite. No total, 15 equipamentos foram distribuídos para a equipe técnica da competição.

ConverSat tem “cara de WhatsApp”, mas envia apenas mensagens de texto. Foto: Divulgação

No teto de cada caminhonete da equipe técnica foi instalada uma antena que se comunica com um satélite. Um dispositivo instalado no console do veículo faz a conversão dos dados e envia por Bluetooth para o aplicativo instalado no smartphone do staff da competição.

“O sistema foi aprimorado nos últimos três anos para finalmente ser utilizado como uma ferramenta oficial para o Rally dos Sertões 2020. Tudo isso para garantir a segurança e a comunicação nos bastidores da prova”, conclui Alexandre.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login