Voltar
Rally Dos Sertões

Rally levará telemedicina a regiões carentes

Ações sociais do Sertões 2020 também tiveram de se adaptar em função da pandemia; além de teleatendimento, serão distribuídas 50 toneladas de alimentos

01/11/2020 - 1 minuto, 49 segundos


Em parceria com a SAS Brasil, instituição humanitária, serão instaladas unidades de teleatendimento para prestar assistência à população local. Foto: Divulgação

Além da competição entre os veículos nas trilhas do Brasil, outro ponto de destaque do Sertões são as ações sociais do rali. Entretanto, algumas adaptações também foram necessárias na área social da edição deste ano por conta da pandemia.

Tradicionalmente, o Sertões realiza atendimentos médicos nas cidades que hospedam a prova, mas em 2020 a caravana se desloca em bolhas fechadas. Dessa maneira, em parceria com a SAS Brasil, instituição humanitária itinerante, serão instaladas unidades de teleatendimento (UTAs) em algumas regiões para atender à comunidade local.

Ação social do rali terá teleatendimento em diversas especialidades. Foto: SAS Brasil/Divulgação

O público contará com teleatendimentos em especialidades como ginecologia, oftalmologia, psicologia, odontologia, entre outros. “Quando houver necessidade de intervenções, expedições médicas reduzidas poderão ser programadas para os locais, de forma a concluir os atendimentos. Isso ocorrerá apenas quando houver a segurança necessária para que a população não seja exposta ao risco de contágio que a interação com os voluntários de nossa equipe pode trazer”, explica Adriana Mallet, diretora e fundadora do SAS Brasil.

Os teleatendimentos têm previsão para iniciarem na segunda quinzena de novembro, após a realização do rali, embora as unidades já serão previamente instaladas. A SAS manterá essas unidades por um ano e espera-se contemplar 500 teleatendimentos gratuitos por mês.


Distribuição de cestas básicas

Em conjunto com as iniciativas voltadas à saúde, as ações sociais do rali também englobam a compra de cestas básicas de pequenos produtores locais, que serão distribuídas nas regiões afetadas economicamente pela pandemia. Essa iniciativa acontece devido à parceria com o Sebrae e UniãoBR.

“Todos os grandes eventos esportivos estão se reinventando, com o Sertões não é diferente. Vamos nos deslocar com toda segurança para ativar as economias locais e levar cuidado a quem precisa”, afirma Joaquim Monteiro, CEO do Rally dos Sertões.

A previsão é que o Sertões 2020 distribua 50 toneladas de alimentos e, com isso, beneficie cerca de 4 mil famílias pelo Brasil.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login