Voltar
Rally Dos Sertões

Sertões 2020 tem dobradinha de irmãos e Barrichello entre os carros

Maior rali das Américas terminou neste sábado, após ter largado de São Paulo, em 31 de outubro, e ter percorrido quase 5 mil quilômetros até Barreirinhas, na Maranhão

08/11/2020 - 1 minuto, 47 segundos


Da esquerda para a direita: Beco Andreoti, Kleber Cincea, Marcos e Cristian Baumgart, os irmãos que subiram ao pódio em 1º e 2º, respectivamente. Foto: Cadu Rolim/Shez

Após cruzar parte do Brasil, passando por cinco estados brasileiros e o Distrito Federal – SP, MG, GO, TO e MA terminou ontem (7/11) em Barreirinhas, no Maranhão, a 28ª edição do Rally dos Sertões.

Na categoria Carros, os irmãos e companheiros de equipe Marcos e Cristian Baumgart foram primeiro e segundo colocados, respectivamente. Marcos e seu navegador, Kleber Cincea, mostraram a sintonia que os acompanha há 13 anos. “Estamos em um momento bacana e temos um bom entrosamento. O Marcos consegue perceber pelo meu tom de voz já sabe se uma referência é perigosa”, explica Kleber.

Já a dupla Cristian Baumgart/Beco Andreoti, que acumula três vitórias no Sertões, acelerou bastante para tentar mais um título, mas ficou com a segunda posição. O terceiro lugar ficou com a dupla Silvio Barros/Rafael Capoani.

Rubinho (à dir.) acelerou buggy V8 no Sertões 2020. Foto: Thiago Diz/Divulgação

Uma das novidades em quatro rodas neste ano foi a participação de Rubens Barrichello, a bordo de um buggy, direto do asfalto para a lama. “O Rubens realmente surpreendeu a todos com uma pilotagem impecável em diversos tipos de terrenos que somente o Sertões pode desafiar um piloto. Ele já demonstrou em diversos campeonatos que é um piloto completo no asfalto e agora também no rali, mesmo sendo uma tocada totalmente diferente e pegando muita lama, atravessando rio e enfrentando chuva pelo caminho”, diz Rodolpho Mattheis, chefe da equipe de Rubinho.

O bicampeão da Stock Car e vice-campeão mundial de F-1, encarou algumas etapas do Sertões com maestria. “Obrigado ao Sertões, foi uma baita experiência. Saio feliz por essa estreia e também pelo top-10 geral na última etapa. A verdade é que já estou querendo voltar, foi muita emoção e adrenalina nesses dias de competição, peguei bastante chuva, o carro suportou muito bem”, contou.

Dupla Casarini Filho e Mayer venceram entre os UTVs. Foto: Marcelo Maragni/Divulgação

Na categoria UTVs Denisio Casarini Filho e o navegador Ivo Mayer conquistaram a vitória na prova, seguidos por Rodrigo Luppi/Maykel Justo e Marcelo Tomasoni/Bruno Resende.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login