Voltar

Sense Rock Evo

Indicado para:
Competição
Lazer
Mais Detalhes
Preço sugerido R$ 4.990
Quadro Alumínio hidroformado 6061 de tripla espessura
Tamanho S, M, L e XL (estaturas de 1,56 m a 1,95 m)
Garfo Rockshox Judy TK-R; curso de 100 mm
Câmbio traseiro Shimano Deore M4100
Cassete Shimano Deore CS-M100; 11-42 dentes; 10 velocidades
Câmbio dianteiro Shimano Deore RD-M4120
Pedivela Shimano Deore FC-4100; Coroa dupla 36-26 dentes
Freios Shimano hidráulico a disco BL-MT200; rotor de 160 mm

A Sense Rock Evo representa uma opção com boa relação custo-benefício para o interessado que deseja entrar nos circuitos das competições ou mesmo começar a se aventurar por trilhas mais desafiadoras.

A bicicleta é divertida de pilotar, com atributos para ajudar o ciclista a evoluir no mountain bike.

A Sense Rock Evo tem quadro de alumínio disponível em quatro tamanhos. A geometria favorece a dirigibilidade em alta velocidade por conta do triângulo traseiro curto, posicionando a roda mais abaixo do ciclista. 

Para uma leitura afinada do terreno, a Sense Rock Evo traz suspensão RockShox Judy Tk de 100 milímetros com trava remota no guidão. O modelo de garfo é consolidado no ciclismo como resistente, eficiente e de baixa manutenção, possibilitando que o ciclista ande por trechos desafiadores.

Freios hidráulicos da Rock Evo

Embora não incorpore o mesmo grupo de componentes nos sistemas, a Sense Rock Evo não decepciona pelo conjunto adequado para encarar longas subidas. A transmissão de 20 velocidades traz a linha Shimano Deore com cassete de 11-42 dentes e coroas duplas de 36 e 26 dentes.

Para ter a bike sempre na mão nos trechos mais técnicos, os freios hidráulicos da Rock Evo — disco com rotor de 160 mm — e pneus Michelin Force 29 x 2,25 mm são itens que entregam além do básico para um modelo de entrada da Sense.

Mais Detalhes
Preço sugerido R$ 4.990
Quadro Alumínio hidroformado 6061 de tripla espessura
Tamanho S, M, L e XL (estaturas de 1,56 m a 1,95 m)
Garfo Rockshox Judy TK-R; curso de 100 mm
Câmbio traseiro Shimano Deore M4100
Cassete Shimano Deore CS-M100; 11-42 dentes; 10 velocidades
Câmbio dianteiro Shimano Deore RD-M4120
Pedivela Shimano Deore FC-4100; Coroa dupla 36-26 dentes
Freios Shimano hidráulico a disco BL-MT200; rotor de 160 mm
arrow-right Custo-benefício
arrow-right Variedade de tamanhos
arrow-right Geometria
arrow-right Configuração de componentes
arrow-right Peso
arrow-right Revenda
Notí­cias Relacionadas
10 dicas para quem anda de bike em Sampa

Aprenda a usar a bicicleta como meio de transporte em São Paulo com as recomendações de Nestor Freire, cicloempresário e criador do Projeto Giraventura

3º Bike Tour SP acontece em SP

O evento acontece neste sábado, dia 8/02, com inscrição gratuita e percurso de 25,7 km pela cidade de São Paulo

4 caminhos para ruas mais seguras aos ciclistas

Como fomentar a ciclomobilidade segura em um período em que a adesão à bike cresce em todo o mundo

4 modelos de bicicleta multifuncional

Com a ampliação de seu uso na mobilidade urbana, a bicicleta ganha novos modelos e funções

Aplicativos mapeiam bicicletários em cidades brasileiras

O Bike de Boa e o Cidade Ciclável aplicam um modelo de mapa colaborativo para incentivar o uso de bicicletas

As trilhas durante e após a pandemia

A crise pode ser uma grande oportunidade de aprimorar os sistemas alternativos e sustentáveis de mobilidade para o futuro pós-covid-19

Bikes ganham cada vez mais espaço na vida dos paulistanos

Seja para o lazer ou como meio de transporte para o trabalho, as magrelas ganham mais quilômetros de ciclovias e se consolidam como opção sustentável para a mobilidade urbana

Bikes se fortalecem como alternativa de transporte

Elas ganharam o status de modal mais seguro contra as aglomerações. Com isso, pode ter chegado o momento de iniciar uma transformação urbana completa

Brasileira apresenta Paris com sua bicicleta

Fernanda Hinke comanda o projeto 'Meia noite em Paris by bike'?, que levou milhares de brasileiros a pedalarem pela capital francesa

Ciclistas lutam por mais espaço

Hoje, apenas 0,8% dos deslocamentos na capital paulista são feitos com bicicletas. Meta é triplicar a participação até 2024

Cresce uso de bicicletas na região central de São Paulo

Levantamento mediu volume do tráfego de bikes em vias como a Avenida Paulista e a Rua Libero Badaró. Prefeitura planeja aumento da malha de ciclovias

Você também pode gostar de: