Voltar
Meios de transporte

Aplicativo oferece vantagens e descontos aos usuários de serviços de mobilidade

Consumidor que compra créditos para usufruir de serviços de locomoção em geral em empresas parceiras como Uber, Yellow, entre outras, recebe benefícios

Daniela Saragiotto

06/01/2020 - 5 minutos, 26 segundos


Jaime del Pozo, fundador, e Fábio Doneux, sócio da SmashPoint. Foto: Divulgação.

O uso de aplicativos de transporte tem aumentado nas cidades, mudando, inclusive, a maneira como as pessoas planejam seus deslocamentos. Não por acaso, tem crescido também o número de aplicativos disponíveis, promovendo uma saudável concorrência entre as empresas. Em maio do ano passado, esse mercado ganhou mais uma opção, mas um pouco diferente das demais: foi lançado o SmashPoints, app de mobilidade urbana em que os usuários compram créditos para seus deslocamentos em empresas parceiras e, a cada compra, acumulam pontos que podem ser resgatados e usados em novos trechos. “A ideia é construir um ecossistema de intermobilidade e proporcionar uma economia ao consumidor que usa esses canais, que são mais baratos para se locomover dentro das cidades, se comparados ao custo de manter um automóvel próprio, por exemplo”, explica Jaime del Pozo, fundador da SmashPoints.

A ideia de desenvolver um aplicativo de vantagens exclusivamente para usuários de serviços de mobilidade foi do espanhol Jaime del Pozo. Ex-executivo da Latam Linhas Áreas, o engenheiro civil atuava na empresa com programas de fidelidade. Com a chegada de startups com foco em mobilidade, como é o caso da Yellow e da Grin, Del Pozo enxergou uma oportunidade de desenvolver um programa de pontos para usuários do segmento e, em abril de 2018, decidiu deixar a companhia aérea para estruturar seu projeto. “Sempre quis empreender, até que surgiu a oportunidade de colocar em prática algo que fosse, de fato, relevante para o dia a dia das pessoas. O objetivo era criar um marketplace da intermobilidade, ou seja, oferecer um aplicativo com todos os modais, para venda de créditos que possam ser usados pelas pessoas quando e como elas quiserem”, comenta Del Pozo.

Hoje a empresa trabalha com nove parceiros no total, sendo oito deles de mobilidade, como Movida, Uber, Grin, Yellow, Bike Sampa, E-Moving, Riba e Voom, além de um primeiro aplicativo de delivery, a Uber Eats. Sua abrangência é nacional, acompanhando as áreas de atuação das empresas parceiras. Atualmente são em torno de 4 mil clientes na plataforma, que tem a ambiciosa meta de chegar ao fim de 2020 com 150 mil usuários. “Nossos objetivos são continuar fechando acordos com mais aplicativos e inserir todos os principais apps dentro do nosso marketplace, além de avançar com parcerias estratégicas com os grandes programas de fidelidade e empresas de diversos setores que buscam oferecer mais benefícios de mobilidade urbana para seus clientes.”

Como funciona

Para usufruir das vantagens, o usuário deve baixar o aplicativo SmashPoints em seu smartphone ou tablet, escolher a empresa e o serviço que vai usar, além do valor do crédito que vai comprar, que varia de R$ 5 a R$ 450. Após a compra, que é feita por meio do cartão de crédito, é gerado um código que deverá ser inserido no app da empresa de mobilidade no momento em que o consumidor usufruir do serviço. A cada 1 real gasto, o usuário pode ganhar de um a seis pontos, dependendo da empresa parceira. Ao comprar um crédito de R$ 100 para usar os serviços da Uber, por exemplo, o cliente pode ganhar até 300 pontos, o que costuma variar de acordo com o dia e a promoção feita naquele momento. Para fazer o resgate dos pontos, o aplicativo mostra automaticamente quantos pontos o usuário possui e quantos serão necessários para adquirir o crédito e o serviço selecionado.

Independentemente dos pontos acumulados, é possível usufruir do benefício na compra, já que a ferramenta calcula automaticamente o valor restante a ser pago em dinheiro. Após essa etapa, também será gerado um código para ser usado na plataforma da empresa parceira. “Cada ponto vale dinheiro. Além disso, são apenas 30 segundos entre o resgate dos pontos e o uso efetivo deles”, afirma Fábio Doneux, sócio da SmashPoints.

A experiência de quem já usou

Programas de fidelidade no Brasil têm um desafio recorrente: os consumidores relatam dificuldade em resgatar os pontos. De acordo com dados divulgados no ano passado pela Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Senacon/MJ), o número de reclamações em relação aos programas dessa natureza, incluindo milhagens e pontos, subiu de 3.428 em 2016 para 6.621 em 2017, avançando 93,4%. O fundador da SmashPoints explica que a empresa foi criada para oferecer uma ferramenta que desburocratize o uso dos pontos.

A educadora Marianna Muradas conheceu o aplicativo em junho do ano passado, por indicação de um amigo. “Desde 2016 eu optei por não ter mais carro e desde que conheci a SmashPoints uso o app em todas as minhas situações de transporte: para recarregar meu bilhete único, comprar créditos do Uber, que é um dos parceiros que mais utilizo, além de já ter alugado carros em viagens com os pontos”, conta ela. Para Marianna, o controle dos valores gastos com transporte é um ponto muito positivo. “Compro os créditos semanalmente e parei de levar sustos com minha fatura do cartão de crédito. Ao mesmo tempo, resgato os pontos e os uso para comprar novos créditos nas minhas viagens, amortizando um pouco meus gastos”, diz. Como melhoria, a educadora sugere que a plataforma tenha um campo para pagamento recorrente, com opções de acordo com o perfil de gastos dos usuários. Segundo ela, o resgate dos pontos, que ela já fez diversas vezes, é simples. “Já fiz esse processo quatro vezes com os pontos do Uber, que é meu principal gasto. Na primeira leva foram 100 pontos, ou R$ 100. Foi rápido e fiquei feliz em receber de volta esse valor. Isso é muito positivo pois em outros programas de fidelidade o resgate não é assim tão simples”, explica.

A educadora Marianna Muradas usa o aplicativo em todas as suas situações de transporte

O administrador Victor Brasil também é usuário da SmashPoints. “Descobri a empresa por meio de alguns influenciadores. Comecei a usar porque achei interessante o acúmulo de pontos dentro dos aplicativos de mobilidade que já uso”, conta. De acordo com ele, fazer o resgate é rápido. “Todas as vezes que chamo o Uber, aproveito o acúmulo de pontos para trocar por mais corridas. Todos os aplicativos de mobilidade deveriam acumular pontos pela SmashPoints”, afirma o administrador.

O usuário Victor Brasil, que passou a usar o SmashPoints em 2019

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login