Buscando sugestões para:


Publicidade

Prêmio Cátedra Abertis 2023 está com inscrições abertas até o dia 16

Por: Redação Mobilidade . 13/06/2023
Inovação

Prêmio Cátedra Abertis 2023 está com inscrições abertas até o dia 16

Premiação busca pesquisas nacionais em Mobilidade Sustentável

1 minuto, 52 segundos de leitura

13/06/2023

Por: Redação Mobilidade

mobilidade sustentável
Pesquisa vencedora poderá levar o equivalente a cerca de R$ 37 mil. Foto: Getty Images

As inscrições para a 8ª edição do Prêmio Cátedra Abertis 2023 estão abertas até o dia 16 de junho. A edição nacional do Cátedra oferece até € 7 mil, o equivalente a aproximadamente R$ 37 mil para o trabalho vencedor.

A premiação avalia pesquisas inovadoras relacionadas à Mobilidade Sustentável, como a redução nas emissões dos grandes centros, por exemplo. O foco principal diz respeito à gestão de Infraestrutura de Transportes e Engenharia de Transportes, e de Segurança Viária.

Para competir, pós-graduados de universidades brasileiras devem enviar suas teses de doutorado e dissertações de mestrado para a premiação. O principal pré-requisito para os trabalhos inscritos é a defesa ter acontecido no Brasil durante o ano anterior, na área de Engenharia de Transportes e correlatas.

Os premiados serão divulgados em setembro, durante a Semana Nacional de Trânsito. Além disso, o vencedor também ganhará uma vaga na disputa internacional para concorrer com as teses ou dissertações de participantes da Espanha, França, Porto Rico, Chile, Itália e México.

O prêmio é uma iniciativa da Arteris, empresa especializada em gestão de rodovias, Fundação Abertis e Escola Politécnica da Universidade São Paulo (Poli-USP).

Prêmio Cátedra 2022

No último ano, os vencedores foram estudantes do curso de Engenharia de Transportes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (EESC-USP).

Para a categoria de melhor tese ou dissertação, o trabalho de Shanna Trichês Lucchesi, aluna da UFRGS, ficou em primeiro lugar. O tema foi Gestão de Infraestrutura de Transportes e Engenharia de Transportes.

O estudo abordou os benefícios econômicos de bairros que incentivam os deslocamentos de seus moradores a pé. Focou, principalmente, em bairros de baixa renda de cidades latino-americanas como São Paulo e Rio de Janeiro.

Já na categoria de Segurança Viária, o destaque foi para a pesquisa de Murilo Ribeiro Rodrigues, aluno da EESC-USP. A pesquisa analisou ciclistas e teve como objetivo identificar e melhorar o nível fisiológico de estresse desse tipo de usuário ao pedalar em uma cidade média brasileira.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?

Quer uma navegação personalizada?

Cadastre-se aqui

0 Comentários


Faça o login