Inovação

Programa Brasil inteligente apresenta soluções para PPPs

Instituto de Planejamento e Gestão de Cidades, em parceria com o Connected Smart Cities & Mobility, lança série temática com novas perspectivas para parcerias público-privadas

2 minutos, 24 segundos de leitura

21/07/2021

Objetivo da iniciativa é transformar municípios em smart cities. Foto: IPCG

Para que existam cidades inteligentes, é necessário a mediação entre os interesses privados e os públicos, convergindo em uma parceria harmônica dos anseios políticos, sociais e corporativos. O Instituto de Planejamento e Gestão de Cidades (IPGC) tem como missão propor uma gestão pública eficiente, buscando alternativas que viabilizem investimentos em infraestrutura e serviços de interesse da população. 

A partir de 29 de julho, o IPGC, em parceria com o Connected Smart Cities & Mobility, irá lançar o Programa Brasil Inteligente, com o objetivo de transformar municípios brasileiros em smart cities. A proposta do instituto é a de buscar soluções aos setores de iluminação, energia e telecomunicações em uma única concessão administrativa, facilitando a gestão das cidades. 

De acordo com Leonardo Santos, fundador do IPGC, “o principal desafio para o desenvolvimento de parcerias público-privadas é a questão orçamentária dos municípios para a elaboração de projetos. O desconhecimento na área ainda é um obstáculo.

É por isso que o Programa Brasil Inteligente acaba sendo essencial à disseminação de informações por todo o território nacional, permitindo com que as cidades estruturem projetos com base na sua realidade. O Instituto de Planejamento e Gestão de Cidades está disponibilizando um escritório de parcerias para oferecer apoio aos municípios que desejem atrair investidores das PPPs”.

O lançamento do programa será realizado por meio de uma série temática semanal, dividida em três blocos, transmitidos ao vivo. O tema de abertura irá discutir infraestrutura no Brasil e o processo de estruturação das parcerias público-privadas. O segundo bloco apresentará soluções aos setores de iluminação pública, telecomunicações e geração de energia. Por fim, o terceiro irá exibir os processos de estruturação de PPPs para cidades e Estados inteligentes. 

“A gestão pública é composta de processos burocráticos e lentos. Para a construção de smart cities, precisamos encontrar alternativas que busquem dinamizar a prestação de serviços e viabilizar o monitoramento de maneira mais assertiva. As parcerias público-privadas facilitam a sincronização de informações, deixando processos mais dinâmicos e tornando os serviços mais eficientes”, destaca Paula Faria, CEO da Necta e idealizadora do Connected Smart Cities & Mobility.

A finalidade do Programa Brasil Inteligente é de transformar a realidade dos municípios brasileiros, impactando positivamente na cadeia produtiva, proporcionando a integração do país em cadeias globais de valor, aumentando a eficiência do uso de recursos e o desenvolvimento de projetos em larga escala. Interessados em acompanhar a série temática devem fazer a inscrição, gratuita, pela plataforma. O link de transmissão será enviado por e-mail. 

O tema está no contexto do evento nacional Connected Smart Cities & Mobility 2021, que acontece em setembro.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login