Tecnologia de rastreamento visual em carros consegue detectar motoristas alcoolizados | Mobilidade Estadão |

Buscando sugestões para:


Publicidade

Tecnologia de rastreamento visual em carros consegue detectar motoristas alcoolizados

Por: Redação Mobilidade . 28/06/2024
Inovação

Tecnologia de rastreamento visual em carros consegue detectar motoristas alcoolizados

Em fase de pesquisa e testes, sistema alcançou 75% de precisão em vídeos de motoristas bêbados

1 minuto, 35 segundos de leitura

28/06/2024

Por: Redação Mobilidade

rastreamento visual motorista alcool
Tecnologia capturou sinais de vídeos RGB padrão dos rostos dos participantes do teste, para avaliar o grau de embriaguez durante a direção. Foto: Adobe Stock

Pesquisadores da Austrália estão desenvolvendo uma tecnologia de rastreamento visual de motoristas com sinais de embriaguez. Criado pela Universidade Edith Cowan (ECU), o sistema utiliza imagens de câmeras para analisar e apontar sinais comuns em motoristas sob efeito de álcool. A proposta prioriza identificar o estado do motorista antes de iniciar a viagem.

Leia também: Rodovias brasileiras recebem inteligência artificial para ganhar agilidade na fiscalização

Para testar a plataforma, os cientistas utilizaram vídeos gravados em um ambiente controlado, com pessoas em uma simulação de direção. Os participantes, com três níveis de intoxicação alcoólica – sóbrios, com baixa intoxicação e gravemente intoxicados –, foram gravados enquanto dirigiam.

A tecnologia apoiada por aprendizado de máquina (ou machine learning, em inglês) utiliza sinais de vídeos RGB padrão (vermelho, verde e azul) dos rostos dos participantes do teste, para avaliar o grau de embriaguez. De acordo com os pesquisadores, a máquina analisa características como movimentos faciais, direção do olhar e posição da cabeça.

As câmeras também fazem vídeos 3D e infravermelhos do rosto do motorista, para ampliar a análise. Além disso, consegue capturar vídeos RGB retrovisores, mostrando a postura do motorista e interações de direção. “Nosso sistema detecta vários níveis de comprometimento por intoxicação alcoólica, com uma precisão geral de 75% para a classificação de três níveis”, disse a aluna de doutorado da ECU, Ensiyeh Keshtkaran.

Conforme o projeto, a tecnologia com visão computacional ainda pode oferecer, no futuro, integração às câmeras de trânsito. Assim como os sistemas de identificação do uso do cinto de segurança ou a atividade do telefone celular, o rastreamento visual também oferece uma ferramenta barata, de fácil instalação em qualquer veículo.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?

Quer uma navegação personalizada?

Cadastre-se aqui

0 Comentários


Faça o login