Voltar
Inovação

Vitória recebe serviço inédito de viagens de Tuk-Tuk via aplicativo

Parceria entre Uber e Movida oferece experiência diferenciada nas viagens na orla da capital capixaba

Daniela Saragiotto

30/01/2020 - 3 minutos, 30 segundos


Tuk-Tuk começa a operar em Vitória (ES). Foto: Danilo Shelmman/Movida.

Desde a última quarta-feira (29/01) os usuários da Uber em Vitória, no Espírito Santo, contam com uma inusitada opção para seus deslocamentos: viagens de Tuk-Tuk, espécie de triciclo elétrico com cabine para transporte de passageiros. Muito comuns em países asiáticos como Índia e China, eles comportam até dois passageiros por viagem e seguem a legislação de trânsito brasileira. De acordo com a Uber e a empresa de aluguel Movida, parceiras no projeto, a modalidade é a opção mais barata oferecia pela plataforma na região litorânea da capital capixaba e foi desenvolvida para reforçar a oferta de mobilidade nesses primeiros meses do ano, quando a demanda na cidade aumenta consideravelmente.

“Decidimos trazer as viagens com os veículos para a orla de Vitória neste início de ano, quando a região fica mais movimentada. Se locomover de Tuk é mais barato do que viajar de carro e vai trazer uma experiência diferente, inédita para os brasileiros. O nosso objetivo é oferecer mais opções na nossa plataforma para que as pessoas escolham nesse momento se querem viajar de carro ou de Tuk-Tuk”, explica Silvia Penna, gerente de operações da Uber no Brasil.

Tuk-Tuk em Vitória (ES) transportando um passageiro. Foto: Danilo Shelmman/Movida.

Os curiosos veículos foram devidamente regulamentados, emplacados e seguem as normas de trânsito. Eles alcançam 35 km/h e podem ser conduzidos por motoristas com Carteira Nacional de Habilitação (CNH) nas categorias A ou AB. Eles são 100% elétricos e podem ser recarregados em qualquer tomada 22V 20A. Eles foram apresentados ao mercado brasileiro pela Movida em setembro do ano passado.

Teste em Vitória

De acordo com a Movida, neste primeiro momento os veículos estão funcionando no período diurno em uma área limitada da capital capixaba que inclui os bairros de Mata da Praia, Jardim da Penha, Santa Lúcia e Santa Helena. A escolha de Vitória (ES) para início da operação foi feita com base em estudos da empresa de aplicativo que entendeu ser aquela uma cidade com o perfil de clientes mais adequado para este modal. Outro fator que influenciou foi a característica geográfica da cidade, com relevo plano, o que favorece o tráfego dos veículos elétricos. A empresa afirma que o projeto ainda passará por estudos de comportamento do consumidor e níveis de utilização e, após essa análise, será dimensionado a viabilidade de uma expansão para outras regiões do País.

Como chamar um Tuk-Tuk

Os usuários capixabas que desejam testar a novidade não precisam baixar nenhum novo aplicativo: basta usar a mesma conta Uber e selecionar a opção de viagem com Tuk-Tuk. Para novos usuários, é necessário baixar o aplicativo Uber e fazer um cadastro na plataforma. Da mesma forma que nas viagens de UberX, os clientes optam pela forma de pagamento: diretamente pelo aplicativo ou com dinheiro.

Para os motoristas interessados em dirigir na plataforma da Uber com um Tuk-Tuk, basta ir até uma loja da Movida em Vitória e fazer a solicitação. Depois da análise dos documentos – é necessário possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH) nas categorias A ou AB – a aprovação sai em menos de 24 horas. Para incentivar os motoristas, o aluguel dos três primeiros dias com o Tuk-Tuk está sendo oferecida pela empresa como cortesia e, caso o motorista desista até o início do quarto dia, não há cobrança. “A locação é um dos agentes transformadores da mobilidade urbana atual, pois permite que o consumidor possa ter mais opções de transporte. Por isso, acreditamos e buscamos desenvolver soluções de locomoção para o consumidor, testando novos modais, caso do aluguel das trikkes e bicicletas elétricas no Rio de Janeiro e em São Paulo. No caso do Tuk-Tuk de Vitória ainda é uma fonte de renda para quem quer trabalhar no setor”, afirma Maria Yamamoto Baldin, diretora de Novos Negócios da Movida.

Maria Yamamoto Baldin, diretora de Novos Negócios da Movida. Foto: Danilo Shelmmam/Movida.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login