Buscando sugestões para:


Logo
Patrocínio
Manter

Por que é tão importante manter o para-brisa intacto?

Fazer a manutenção do vidro frontal do carro é uma questão de segurança

2 minutos, 38 segundos de leitura

03/06/2022

para-brisa do carro sendo consertado
Foto: Getty Images

Muita gente esquece, mas o para-brisa dianteiro do veículo é essencial para a segurança de motoristas e passageiros. A conservação e os reparos no vidro garantem uma boa visibilidade e conforto na hora de dirigir.

“A função do para-brisa é de proteger contra detritos, vento, chuva e elementos que, na ausência dele, poderiam atingir quem está no carro”, afirma Cléber Willian Gomes, professor de engenharia automotiva da FEI.

Ele explica que, numa colisão, o para-brisa também impede que as pessoas sejam projetadas para fora do veículo. A peça, inclusive, é desenvolvida para estabelecer um reforço estrutural para o teto do automóvel. 

Veja abaixo algumas dicas para manter o para-brisa em ordem:

1. Manutenção dos limpadores

Com o passar do tempo, os limpadores de para-brisa perdem eficiência, principalmente quando não passam por manutenção. O ressecamento das palhetas pode arranhar o vidro e causar pequenos danos. 

Quando a borracha se solta, a estrutura metálica da palheta entra em contato direto com o vidro. O atrito provoca riscos bem na área de visão do motorista. 

Um sinal de que está na hora de trocar a palheta é quando a sujeira continua acumulada no vidro, mesmo no ir e vir do limpador do para-brisa.

2. Trincas prejudicam para-brisa em acidentes

Em um acidente frontal ou em choques com pedras, o para-brisa tem a missão de absorver a força gerada no impacto, protegendo o motorista e outras partes do veículo. Para isso, no entanto, o vidro deve estar em perfeitas condições.

Trincas e rachaduras comprometem a estrutura do para-brisa, que deixará de servir de barreira. Até mesmo pequenos danos no vidro reduzem a resistência contra o vento e aumentam a possibilidade de estilhaços

“Uma trinca que surge em função da torção do chassi e das condições irregulares da pista tem a tendência de aumentar sempre. Nesse caso, ela coloca em risco as pessoas que estão no veículo”, revela o professor.

3. Fixação máxima do para-brisa 

A correta fixação do para-brisa no veículo é fundamental, pois a aderência representa proteção contra impactos frontais e laterais. Empresas especializadas substituem o item em poucas horas, com máxima adesão e segurança. 

Se estiver mal fixado, o para-brisa pode se soltar durante um impacto. Nesse caso, o motorista corre o risco de ser ejetado do carro. 

4. Funcionamento perfeito do airbag 

Um para-brisa mal fixado pode não suportar a explosão do airbag, descolando-se parcialmente ou inteiramente do veículo.

O airbag é projetado para inflar imediatamente dentro de um espaço delimitado. Em caso de descolamento do para-brisa, ele perde a referência após o acionamento, deixando de atuar com a eficiência esperada.

5. Multa e pontos na CNH

Além da questão da segurança, manter o para-brisa evita multas. Trafegar com o vidro trincado é infração grave e leva à apreensão do veículo, conforme resolução 216 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login

Espaço do patrocinador

Com Você. Sempre.

Conheça mais de nossos produtos.

VER AGORA