Voltar
Meios de transporte

Bosch apoia a Volkswagen no desenvolvimento do primeiro caminhão brasileiro 100% elétrico

Projeto do e-Delivery levou dois anos para ser executado e pode alavancar setor de transporte de cargas

20/05/2021 - 3 minutos, 1 segundo


O e-Delivery, primeiro caminhão brasileiro 100% elétrico, é uma parceria entre Bosch e VWCO. Foto: Divulgação

As empresas já descobriram que os veículos comerciais com motorização elétrica são uma excelente alternativa para entregas nos centros urbanos. No Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargas (Fenatran), de 2017, a Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO) já mostrava interesse em fabricar um caminhão eletrificado. Começava a se desenhar ali a parceria com a Bosch para o desenvolvimento do e-Delivery, primeiro caminhão brasileiro 100% elétrico.

Com o crescimento no setor de delivery, a demanda por veículos de transporte rápido, incluindo furgões e caminhões de pequeno porte, tende a crescer. “Não é um projeto simples”, afirma Alexandre Uchimura, gerente de novos negócios de eletrificação da divisão Powertrain Solutions da Bosch. “Nosso trabalho foi fornecer a unidade de controle veicular, com maior poder de processamento e robustez. O veículo elétrico tem mais sistemas para controlar e, para isso, adaptamos o software base, vindo da matriz, na Alemanha para a necessidade da VWCO. Nacionalizá-lo foi um desafio e tanto.”

Para Rodrigo Chaves, vice-presidente de engenharia da VWCO, o projeto é um marco para a indústria automotiva brasileira. “O e-Delivery é o primeiro caminhão elétrico das Américas desenvolvido e produzido no Brasil. Ele está em conformidade com as tendências e demandas globais das soluções logísticas do futuro, que serão eficientes, inteligentes e sustentáveis”, revela.

Rede de parceiros

Para levar adiante esse exemplo de eletromobilidade, a VWCO criou uma rede de parceiros, chamada e-Consórcio. Com este modelo de negócio, a empresa pretende prover desde a montagem do veículo até a infraestrutura de recarga e gerenciamento do ciclo de vida das baterias, trazendo grandes benefícios ambientais, sociais e econômicos, com geração de emprego e renda.

Um dos primeiros clientes do e-Delivery é a empresa de produção de bebidas Ambev. Alexandre Uchimura conta que os caminhões de entrega circulam quase 100 quilômetros por dia nas cidades levando até 11 toneladas de peso bruto total e com várias paradas. O e-Delivery reduzirá as emissões de CO2 na atmosfera. “Até 2023, a Ambev terá 1.600 caminhões elétricos para substituir um terço de sua frota”, diz.

A fase de testes na operação da Ambev acumulou milhares de quilômetros na distribuição de bebidas na cidade de São Paulo. O veículo possui arquitetura modular, que permite diferentes arranjos e configurações de acordo com as demandas de peso, custo e autonomia conforme a aplicação, viabilizando um transporte de carga urbano eficiente e sustentável.

Longa durabilidade

“O veículo tem manutenção simples. O motor trabalha com alta eficiência energética e, sem peças de desgaste, terá mais durabilidade e disponibilidade nas operações. O sistema de freio regenerativo recupera a energia e prolonga de forma significativa a manutenção do sistema de freio”, explica Chaves.

O projeto do e-Delivery foi executado em dois anos e a VWCO planeja iniciar a produção em série ainda no primeiro semestre. Uchimura acredita que esta tecnologia servirá também para o mercado de ônibus urbanos com propulsão elétrica. 

As soluções tecnológicas da Bosch ajudam a melhorar a qualidade de vida das grandes cidades, contribuindo para o futuro da mobilidade livre de emissões e de acidentes. “Os diferenciais da Bosch é defender a neutralidade tecnológica e ter know-how e recursos para oferecer aos clientes amplo portfólio de sistemas inovadores de powertrain, e atendê-los com eficiência, obedecendo as normas internacionais de segurança automotiva”, acrescenta.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login