Voltar
Meios de transporte

Como funcionam os freios UBS

O recurso surgiu para auxiliar os pilotos inexperientes a frearem corretamente, já que a maioria tende a acionar apenas o freio traseiro

Da Redação

19/10/2019 - 1 minuto, 59 segundos


Dois homens andando de moto
O mau funcionamento do freio traseiro é defeito na maioria das motos

Leia mais:
Dirigir sem máscara aumenta riscos de contaminação por covid-19
Guia da troca de óleo
Neste sábado tem Mobilidade no Spotify

Um dos itens que mais apresentam problemas na frota brasileira de motocicletas é o freio traseiro, segundo levantamento da Abraciclo, a associação dos fabricantes de motos. Desde 2008, a entidade realiza em diversas cidades do Brasil o MotoCheck-up, programa de conscientização e orientação que vistoria 21 itens mecânicos. O desgaste excessivo ou o mau funcionamento do freio traseiro é defeito na maioria das motos. E revela um mau hábito dos motociclistas brasileiros: usar mais o freio traseiro do que o dianteiro.

Para corrigir essa falha, as fábricas criaram o sistema de freios unificados. Batizado de UBS (Unified Braking System), o recurso surgiu para auxiliar os pilotos inexperientes a frearem corretamente, já que a grande maioria tende a acionar apenas o freio traseiro principalmente em situações de emergência.

O sistema UBS usa um cabo de aço ligado ao pedal do freio traseiro que, ao ser acionado, movimenta o pistonete da pinça do freio dianteiro. Em frenagens mais bruscas, ou seja, quando o piloto pisa com vontade no pedal de freio traseiro, o sistema distribui a força em 70% na traseira e 30% na dianteira.

Ao acionar apenas o freio traseiro a 60 km/h, uma motocicleta com sistema UBS para em menor espaço e mantém maior controle em relação às motos sem o sistema. Em testes, uma Fazer 150 UBS para cerca de 7 metros antes do que a versão sem o dispositivo, o que mostra sua eficiência.

OFERTAS 0KM

Freando corretamente

Embora ajudem a parar a moto com mais segurança, os freios UBS não fazem milagres. Segundo o centro de pilotagem Yamaha Riding Academy (YRA), a forma mais eficiente de frenagem é utilizar os freios dianteiro e traseiro ao mesmo tempo. Em velocidades mais altas é recomendável, e até necessário, distribuir a força de frenagem nas duas rodas.

O ideal é iniciar a frenagem pelo pedal de freio traseiro, procedimento que ajuda a estabilizar a moto. Mas, logo em seguida, é preciso apertar o manete de freio dianteiro para que a pinça pressione a pastilha contra o disco de freio.

Quando a força de frenagem é distribuída entre as duas rodas, é possível parar a moto em menor distância e de forma mais segura.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login