Voltar
Meios de transporte

Motos conectadas

Conectividade é cada vez mais comum em modelos de 2 rodas e facilita a vida do piloto

José Antonio Leme, do Jornal do Carro

01/04/2019 - 2 minutos, 19 segundos


Aplicativo da Triumph Yamaha
Linha YZ de motocross da Yamaha tem conexãoWi-Fi com smartphones

As motos ganharam nos últimos anos tecnologias antes presentes só em carros, como assistente de partida em rampa. Agora, chegou a hora de os modelos de duas rodas começarem a trazer a enxurrada de itens de conectividade que têm sido incorporados aos automóveis.

A integração de motos aos smartphones, por exemplo, permite ao motociclista atender chamadas ou mudar músicas. Há ainda uso de câmeras, acesso a dados de consumo e até alteração de mapas de potência via Bluetooth. Essas funções interativas já estão presentes em alguns modelos de duas rodas vendidos no Brasil. Em outros, chegam em breve.

Google e GOPRO

Uma das maiores inovações de conectivida- de foi apresentada pela Triumph. A fabricante inglesa, em parceria com as empresas GoPro e Google, conseguiu implementar um sistema de integração das câmeras da primeira e do sistema de mapas da segunda aos painéis virtuais de suas motos.

Com isso, será possível comandar as câmeras GoPro (a partir da versão 5) pelos punhos de comando e pelo painel de motos com a Scrambler 1200, que chega no segundo semestre ao País. O sistema também estará disponível nas Tiger800 e 1200, na Speed Triple e na Street Triple.

Pelo aplicativo MyTriumph, será possível definir uma rota, que será mostrada no painel da moto com indicações por meio de setas. A parceria com a Google vai facilitar o acesso do sistema aos pontos de interesse na rota (restaurantes, lojas, postos de combustível).

OFERTAS 0KM

As Yamaha 250F, 450F e 450FX oferecem um aplicativo que possibilita mudar, além dos modos de condução, parâmetros que só poderiam ser alterados por meio de um controle da central eletrônica. Entre eles, estão mapa de ignição e abertura do acelerador. Batizado de Power Tuner, ele exige conexão do smartphone com a motocicleta via Wi-Fi.

Na KTM, o aplicativo MyRide, disponível para a 390 Duke no Brasil, possibilita atender chamada se controlar sistema de música caso o capacete esteja equipado com um intercomunicador. Bem semelhante é o ConnectedApp, da BMW, para as GS850 e 1200.

As duas motos têm painel de TFT. A mais que o da KTM, o sistema da BMW tem a opção de indicar a direção, por meio de GPS.

Para a linha Multistrada, a Ducati tem o LinkApp. Além das funções que KTM e BMW oferecem, grava ângulos de inclinação, velocidade e as últimas rotas, além de permitir compartilhar esses dados com a adição de fotos dos locais.

O aplicativo propicia ainda alterar ajustes dos modos de condução (ABS, controle de tração e suspensão) pelo smartphone, mais fácil de usar que o sistema nativo da motocicleta.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login