Voltar
Meios de transporte

Nissan terá avatar a bordo

Sistema Invisible-to-Visible pode projetar amigos e até piloto virtual para ajudar motorista

Diego Ortiz, do Jornal do Carro

01/04/2019 - 2 minutos, 6 segundos


Nissan 12V
Molde do veículo tem sensores e óculos de realidade virtual para simulação.

Uma das melhores apresentações da Consumer Electronics Show (CES) deste ano foi feita pela Nissan. A marca mostrou na CES, em Las Vegas, Estados Unidos, a tecnologia Invisible-to-Visible, que projeta como a interatividade nos carros poderá ser explorada no futuro.

Um molde de um veículo feito de madeira e coberto de sensores e óculos de realidade virtual simulava, no estande da marca, um carro rodando pelas ruas. Um telão mostrava tudo o que ocorria no visor de realidade virtual do usuário. O sistema, chamado I2V, rastreia o entorno do veículo para antecipar algum perigo ou obstáculo que esteja à frente. Mesmo que seja após o carro dobrar a es- quina ou esteja atrás de algum edifício.

Mais que um sistema de realidade aumentada, o I2V cria outros fatores para tornar tudo mais humanizado. Há a possibilidade de o usuário ter um avatar ao seu lado dando dicas para o motorista dirigir de forma mais segura. Além disso, a tecnologia permite que veículos similares se conectem uns com os outros e também com qualquer pessoa conhecida, em forma de avatar, no banco do carona. Se o motorista tiver um amigo que esteja usando o carro no mesmo momento, ele pode selecionar o modo autônomo e projetar a imagem do conhecido abordo do carro e conversar com o visitante. O mundo virtual da Nissan foi batizado de Metaverso.

“Ao ajudar a ver o invisível, o I2V aumenta a confiança do motorista e faz com que o ato de dirigir seja mais agradável”, afirma Tetsuro Ueda, cientista do Centro de Pesquisa da Nissan e líder do projeto.

Piloto virtual

O motorista também pode “contratar” um piloto profissional para ensinar a ele a mais rápida e melhor maneira de subir ou descer um trecho de serra, por exemplo. O avatar surge no banco do carona para ensinar técnicas de pilotagem.

Quando o carro entra em uma área com trânsito pesado, como uma cidade, o I2V se comunica com outros veículos e consulta os mapas de dados em tempo real armazenados na nuvem para dar sugestões de alternativas de rotas, escolher a faixa com menos trânsito e até encontrar vagas para estacionar.

O objetivo, segundo a Nissan, é reduzir o estresse do usuário no trânsito. Na prática, a ideia é melhorar a qualidade de vida do motorista, segundo a marca.

Este material é produzido pelo Media Lab Estadão.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login