Buscando sugestões para:


Meios de transporte

Preço do diesel nas alturas: veja 10 dicas para poupar combustível

A inflação do diesel pesa no bolso do transportador, por isso é cada vez mais necessária uma operação eficiente para economizar combustível

5 minutos, 53 segundos de leitura

13/04/2022

Por: Aline Feltrin

Consumo de diesel representa a metade dos custos operacionais nos caminhões pesados, saiba como economizar. Foto: Getty Images

O óleo diesel é o componente que mais pesa no custo operacional do transporte de cargas no Brasil. De acordo com especialistas, representa até 50% do total gasto nos caminhão pesados. Dessa forma, com últimos aumentos nas bombas, o diesel passa a representar ainda mais neste segmento que representa um dos pilares econômicos do País.

A partir de agora, com o preço nas alturas, economizar no consumo se torna ainda mais necessário. A boa notícia é que medidas simples aplicadas no dia a dia podem ajudar transportadoras e caminhoneiros autônomos a equilibrar os gastos. O Estradão foi atrás das fabricantes de caminhões e traz a seguir 10 dicas essenciais para reduzir o consumo do diesel.

Divulgação: Scania

1)    Treine os motoristas

Essa dica vale ouro para quem tem uma frota ou até mesmo para autônomos. De acordo com o gerente de Marketing de Produto Caminhões da Mercedes-Benz do Brasil, Edgar Bertini, apesar de os novos caminhões saírem de fábrica com tecnologias que facilitam a vida do motorista, é preciso conhecer bem a máquina para extrair o máximo dela. “Além disso, é preciso apostar em cursos que reforçam a segurança, como os de direção defensiva que também acabam trazendo informações sobre como economizar mais combustível”, diz o executivo.

2)    Planeje a sua rota

De acordo com informações da Scania, o planejamento da rota tem tudo a ver com o consumo de diesel. Quando não existe esse estudo, há chances de ocorrerem imprevistos que acarretarão aumento de gastos. Por exemplo, chegar em uma avenida e perceber que o caminhão não pode trafegar por ali, ter de dar meia volta e procurar outro caminho. Quando existe planejamento, reduzem-se as eventualidades. Nesse sentido, buscar, por exemplo, alternativas às vias mais procuradas em horário de pico.

3)    Não sobrecarregue o caminhão

O diretor de Marketing e Produto da Iveco para a América Latina, Bernardo Brandão, diz que é importante não ultrapassar o limite legal de peso por eixo. Assim, evita-se sobrecarregar o veículo. “Quando há sobrepeso aumento o gasto com o diesel”, diz Brandão.

4)    Escolha bons motoristas

De acordo com Bertini, da Mercedes-Benz, é essencial que empresas escolham bons motoristas para trazer mais eficiência, economia e segurança. “Um bom motorista deve atentar para o excesso de peso da carga, que leva a um aumento no consumo do combustível”, diz. Além disso, pode comprometer as características vitais do caminhão e diminuir a sua vida útil. Sem contar que o excesso de peso infringe a Lei da Balança, levando à aplicação de multas, lembra.

5)    Abasteça em postos confiáveis

Em tempos de preços altos, a melhor estratégia é escolher um posto que pratique valores mais justos e que seja confiável. Conforme dicas da Scania, existem estabelecimentos que oferecem descontos para clientes fidelizados e essa pode ser uma maneira interessante de amenizar os gastos. Porém, é preciso salientar que o preço não deve ser o único critério de escolha. Assim, é importante avaliar a qualidade e a origem do diesel.

6)    Calibre os pneus

É fundamental prestar atenção nisso, porque um pneu com pressão menor que o recomendado aumenta o consumo. Segundo Bertini, da Mercedes-Benz, além de garantir maior vida útil do pneu e contribuir para um trajeto mais seguro, a calibragem reduz os gastos com combustível. O alinhamento também deve ser verificado com regularidade, para garantir a segurança e o desempenho do caminhão. Rodas e eixos desalinhados favorecem o aumento do consumo e desgastam mais os pneus. É bom lembrar que os preços dos pneus também estão nas alturas.

7)    Controle a velocidade

Evite acelerar bruscamente para não queimar combustível sem necessidade, bem como não deixar o veículo ligado sem movimentar o mesmo. Além disso, a dica do Brandão, da Iveco, é realizar as trocas de marchas dentro da faixa de rotação econômica do motor, conhecida popularmente como faixa verde.

Bertini, da Mercedes-Benz, acrescenta que o motorista deve dirigir dentro da velocidade permitida e de acordo com cada via e estrada. Assim, além de respeitar a legislação de trânsito, e de dirigir de forma segura, reduz o consumo de combustível. Além disso, é importante evitar freadas e arrancadas bruscas. Assim, há economia no consumo e ganho em segurança na via e no trânsito. Para tanto, o motorista deve manter distância segura em relação aos veículos à frente.

8)    Troque as marchas corretamente

A lógica é simples. Quando o motorista acelera demais e ultrapassa o limite indicado para a troca de marcha, o motor acaba consumindo mais combustível. De acordo com Bertini, da Mercedes-Benz, também não se deve acelerar menos porque isso obriga o motorista a reduzir a marcha e repetir o movimento, ou seja, o consumo de diesel aumenta.

No caso de caminhões com câmbio automatizado, ou seja, sem pedal de embreagem, o próprio sistema faz as trocas de marcha corretamente, e assegura economia no consumo. Por isso, a recomendação é sempre usar o modo automatizado. Por outro lado, em emergências, como correções devido à topografia, condições de trânsito e experiência do motorista no trecho podem ser feitas. Nestes casos, deve-se usar modo manual.

9)    Diminua a resistência do ar

Você sabia que a aerodinâmica e consumo de combustível se confrontam quando o ar entra em contato com o caminhão? De acordo com a Scania, isso ocorre porque, ao se deslocar, o veículo recebe a força do vento em sentido inverso. Assim, quanto maior for essa pressão, mais o motor é sobrecarregado e mais diesel é injetado. Para ajudar a reduzir, invista em calotas para todas as rodas, em defletores de ar laterais (superiores e traseiros). Ademais, é importante manter os vidros fechados sempre que o caminhão estiver em movimento.

10)  Evite excesso de carga

A concessionária Via Trucks, da DAF, recomenda evitar o excesso de carga. Muitos pensam que transportar mais do que o recomendado pelo manual do proprietário não vai interferir. Afinal, o importante é conseguir carregar mais para ganhar mais, certo? Errado. Você pode até conseguir ganhar mais com isso, mas, por outro lado, perde porque gasta mais combustível.

Para movimentar o peso em excesso, o veículo precisa manter rotações maiores. Nessa hora, ele sai da sua faixa de eficiência energética. Dessa forma, transportar mais peso exige mais força, o que resulta em maior gasto de energia. Principalmente em subidas, vias com muitos quebra-molas ou esburacadas, tão comuns e corriqueiras no Brasil.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login