Voltar

Embaixadores

José Aurelio Ramalho

Diretor-presidente do Observatório Nacional de Segurança Viária e criador do Movimento Maio Amarelo.

Mobilidade com segurança

As lições da covid-19 e o Maio Amarelo

Neste ano, a campanha por mais segurança no trânsito será por meios digitais

04/05/2020 - 3 minutos, 30 segundos


acidentes-de-transito
Entre janeiro e abril de 2018, ocorreram 8.678 mortes devido a acidentes de trânsito no País. Foto: Getty Images.

Os tempos mudaram. Situações inimagináveis estão se descortinando numa velocidade que, nem sempre, conseguimos acompanhar. Porém, sábios serão os que conseguirem tirar algumas lições desses tempos atuais. Por aqui, já estamos tentando fazer uma ‘limonada’ com esse ‘limão’.

Leia mais:
Notícia no Seu Tempo Mês da Mobilidade #10: Acidentes de trânsito
Notícia no Seu Tempo Mês da Mobilidade #25: Mortes no trânsito

Inúmeros dados e informações sobre tantas situações publicadas e que, no Brasil, sempre levaram anos para serem divulgadas, que ainda estamos tentando contabilizar. Até o dia 29 de abril de 2020, segundo o Ministério da Saúde, foram registradas 5.466 mortes devido à covid-19.

Considerando o número de mortes no trânsito proporcionais para o mesmo período de 2018, ano mais recente com informações disponíveis, ocorreram 8.678 mortes devido a acidentes de trânsito. Imagine se os meios de comunicação divulgassem os acidentes de trânsito como uma pandemia todos os dias. As notícias seriam mais ou menos assim:

  • A maioria dos estados brasileiros tem números alarmantes de acidentes de trânsito.
  • Ontem, o trânsito matou 90 pessoas no Brasil, média mantida nos últimos 12 meses
  • Chegamos a mais de 32 mil mortes no trânsito em um ano.
  • 60% dos leitos nas emergências dos hospitais estão ocupados por vítimas do trânsito.
  • Diariamente, quase 650 pessoas deixam os hospitais em todo o País, com alguma deficiência permanente física ou mental, todas são vítimas do trânsito.
  • Em um ano, teremos um exército de mais de 235 mil deficientes permanentes, decorrentes de acidentes de trânsito.
  • O país gasta por dia R$ 130 milhões, ou seja, R$ 50 bilhões por ano serão gastos com acidentes de trânsito. Isso significa 60% do que será economizado com a reforma da Previdência Social em dez anos.

Campanha diferente

Estamos iniciando mais um mês de maio, o mês dedicado à segurança no trânsito. Aqui, no Brasil, o Movimento Maio Amarelo será diferente este ano. Confira abaixo algumas peças da campanha.

Com as recomendações do distanciamento social, as ações presenciais de conscientização para a responsabilidade de cada um no trânsito não poderão ser realizadas – ou melhor, foram transferidas para setembro (mês em que já é realizada a Semana Nacional de Trânsito, segundo o Código de Trânsito Brasileiro). Com isso, durante maio, usaremos os meios digitais para chegar ao maior número de pessoas e falar de segurança no trânsito.

Mobilização da sociedade

Neste ano, o tema do movimento é: ‘Perceba o risco. Proteja a vida’, reflexão que se encaixa perfeitamente também no momento de pandemia em que vivemos.

Quando o cidadão entende o risco da doença, se adapta ao isolamento, por mais difícil que possa parecer, porque quer proteger a sua vida e a dos demais. E, no trânsito, não é diferente perceber o risco e respeitar a velocidade, não beber se vai dirigir, fazer manutenção no veículo, não usar o celular ao transitar, entre outras atitudes, podem machucar outras pessoas e a si próprio.

Portanto, se você ainda acha que morrer no trânsito é fatalidade, comece a pensar que é possível evitar toda e qualquer morte ou machucado num acidente. É possível, sim! O Movimento Maio Amarelo nasceu no Brasil, dentro do Observatório Nacional de Segurança Viária, e foi inspirado no Outubro Rosa.

Ou seja, mobilizar a sociedade numa causa que é de todos e que afeta indistintamente a sociedade. Algumas cidades, nos dois últimos anos do movimento, já registraram menos acidentes e mortes durante o mês de maio.

Leia também: Pneus, segurança é tudo

Ou seja, o mês em que há milhares de mensagens sobre a importância de ter responsabilidade ao transitar. Por isso, é fundamental perceber o risco para proteger a vida. Para participar, basta compartilhar as peças que trazem algum tema sobre segurança no trânsito e conversar com quem está perto sobre a importância de cada um respeitar as regras para todos estarem seguros. Participe e faça do trânsito um ambiente mais seguro para todos.

Para saber mais sobre o Movimento, acesse:
Site: maioamarelo.com
Facebook: /maioamarelo
Instagram: /maioamarelo

Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião do Estadão

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login