Mobilidade com segurança

5 dicas para manter o veículo em perfeitas condições de uso

Boa parte dos motoristas lembra apenas de sua responsabilidade ao volante para ajudar a evitar acidentes. Mas é preciso ir além para garantir segurança de todos

3 minutos, 42 segundos de leitura

07/05/2021

Por: Wilson Toume

Conteúdo produzido em parceria com o Observatório Nacional de Segurança Viária
Mobilidade Estadão, uma marca laço amarelo
Calibração dos pneus. Foto: Divulgação Goodyear
O ideal é conferir a pressão dos pneus a cada 15 dias. Foto: Divulgação Goodyear

Os principais cuidados com a manutenção preventiva dos carros são medidas simples, fáceis de serem feitas. Confira, a seguir, cinco dicas para rodar com segurança.

  1. Pneus

Fabricantes recomendam verificar a pressão dos pneus a cada 15 dias, pelo menos, ou antes de viagens mais longas. Checar a calibragem é tarefa tão fácil quanto importante, já que somente a pressão correta dos pneus pode garantir o melhor comportamento, combinando conforto de rodagem com aderência nas curvas e nas frenagens, além de contribuir para a eficiência do carro.

Pneus com pressão inferior à recomendada ajudam a aumentar o consumo de combustível, dificultam as manobras (por “dobrarem” com facilidade) e ainda têm a vida útil comprometida pelo desgaste irregular e por ficarem expostos a esforços não programados (principalmente nas laterais, no chamado “costado” dos pneus). Com o tempo, isso pode ocasionar danos estruturais e comprometimento total do pneu. Ou seja, checar a pressão também ajuda a economizar dinheiro.

Confira a calibragem sempre com os pneus frios: sem que o carro tenha rodado mais do que cerca de 5 quilômetros nem tenha feito nenhuma manobra brusca (arrancadas ou frenagens que façam os pneus “cantar”). Especialistas da Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (Anip) lembram que também é bom conferir o estado dos pneus e a profundidade dos sulcos. Se estiverem com menos de 1,6 mm, o pneu já é considerado “careca”, sendo motivo de multa e apreensão do veículo. O mais perigoso é que pneus nesse estado perdem a eficácia numa frenagem de emergência, por exemplo.

2. Freios

Atente-se ao comportamento do carro durante as frenagens – principalmente quando precisar pisar mais forte no freio. Se ouvir chiados, notar vibração no pedal durante o acionamento, perceber que o carro “puxa” para um dos lados ou que o veículo está exigindo mais esforço na hora de parar, é bom procurar um mecânico de confiança e fazer uma verificação completa do sistema.

De acordo com a Fras-le, uma das principais fabricantes de componentes de freio automotivo do País, esses são sinais claros de que os freios do carro estão com problemas. Os freios são um dos itens mais importantes dos veículos para garantir segurança e evitar acidentes.

Por se tratar de manutenção preventiva, sempre vale a pena estar atento e providenciar a verificação dos freios assim que perceber qualquer um desses sinais, pois, normalmente, o reparo sai bem mais em conta do que a eventual substituição de algum item danificado pelo mau uso.

3. Amortecedor e molas

Esses componentes não possuem vida útil específica e a durabilidade está diretamente relacionada ao modo de condução do veículo. Quanto mais o carro trafegar sobre piso ruim e acidentado, menor será o tempo em que eles permanecerão eficientes.

Assim, é importante prestar atenção a qualquer mudança no comportamento dinâmico do automóvel, sobretudo após passar por algum buraco ou obstáculo. Qualquer ruído anormal, vibração no volante ou sensação de que o carro está desviando da trajetória são indícios de problemas. Se não perceber nenhum desses sinais mas notar que os pneus estão com desgaste irregular, é bom procurar um mecânico, pois esse também pode ser sintoma de anomalia no conjunto da suspensão.

4. Luzes

Verifique periodicamente se todas as lâmpadas estão funcionando corretamente e se nenhuma lente está avariada (trincas e rachaduras permitem a entrada de água e sujeira, que podem danificar o conjunto). Se a lâmpada de um dos faróis necessitar troca, é melhor substituir as duas, já que o componente tem a mesma vida útil, ou seja, se uma lâmpada queimou, a outra também dará defeito em breve. Luzes de freio, dos indicadores de direção (setas) e de ré também devem ser checadas periodicamente.

5. Vidros

É importante mantê-los limpos para garantir melhor visibilidade. Além disso, o reservatório do limpador do para-brisas deve estar sempre abastecido com água e detergente específico. Se começar a chover quando estiver dirigindo, lembre-se de que os primeiros momentos – principalmente quando a chuva é fraca – são os que exigem atenção redobrada, já que a água da precipitação misturada com a sujeira no piso (óleo, poeira etc.) reduz a aderência dos pneus.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login