Voltar
Meios de transporte

7 estratégias sustentáveis para o transporte rodoviário de cargas

Diretor-executivo da Confederação Nacional do Transporte lista dicas para reduzir emissão de poluentes

11/10/2019 - 2 minutos, 30 segundos


O segmento de transporte como um todo é responsável por emitir 48% do total de CO2 no setor energético no Brasil, sobretudo o rodoviário de cargas e o individual de passageiros. Foram 209 milhões de toneladas em 27 anos, segundo relatório do Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa (SEEG). 

Leia mais:
Combustível alternativo para caminhões é desafio no Brasil
VUCs avançam com as restrições de circulação nas cidades
Soluções no transporte de cargas reduzem impactos ambientais

A seguir, o diretor-executivo da Confederação Nacional do Transporte (CNT), Bruno Batista, lista 7 estratégias sustentáveis para o transporte rodoviário:

1- Equipagem dos veículos para aumentar a eficiência

Rodas de liga leve reduzem 3% do consumo de combustível e aumentam a eficiência nos freios, reduzindo o consumo de pneus em até 10%. Já defletores aerodinâmicos geram redução no consumo de combustível de 1%. E o uso da saia lateral reduz o consumo em 4%.

2- Renovação de frota

Os veículos antigos, especialmente os fabricados antes de 2012, consomem mais combustível e poluem mais. Já modelos recentes vêm com tecnologias que garantem eficiência energética. A CNT defende um Plano Nacional de Renovação de Frota de Caminhões, conciliado com a logística reversa dos veículos usados, permitindo a reciclagem automotiva.

3- Inspeção veicular ambiental

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, é obrigatório realizar a inspeção dos veículos quanto aos seus níveis de emissão de poluentes no ar. O Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) determina que isso seja feito anualmente. 

A CNT oferece serviço gratuito de inspeção ambiental de veículos pesados movidos a diesel. Em 12 anos, foram mais de 2,7 milhões de aferições em caminhões e ônibus em todo o Brasil, o que corresponde a mais de 51 mil transportadores rodoviários atendidos.

4- Manutenção preventiva dos veículos

Se os componentes automotivos, como o motor, o sistema de escapamento, o óleo lubrificante e os pneus, não estiverem em condições adequadas, há perda de eficiência do veículo e, como consequência, mais poluição do ar. Portanto, a manutenção preventiva é essencial.

5- Treinamento dos motoristas para estimular a condução econômica

Ao conduzir o veículo corretamente, é possível reduzir o consumo de combustível em até 12%, segundo a CNT. Consequentemente, caem também os custos envolvidos no transporte e as emissões de poluentes.

6- Implementação de boas práticas de gestão ambiental

Práticas como o reaproveitamento de recursos hídricos para lavar veículos nas garagens de transportadoras e a destinação correta de resíduos, como óleos lubrificantes usados, baterias automotivas e pneus, são imprescindíveis para a excelência ambiental da atividade transportadora no Brasil.

7- Controle de qualidade de combustíveis

É importante implementar uma rotina de controle da qualidade dos combustíveis. Quando o combustível está contaminado com água, impurezas ou solventes, há perda de eficiência energética, aumentando o consumo, os custos de manutenção e a emissão de poluentes.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login