Voltar
Mobilidade para quê?

Como foi o primeiro teste de hyperloop da história?

A experiência durou apenas 15 segundos, e a promessa da empresa é que as cápsulas alcancem mais de 1 mil km/h

15/01/2021 - 3 minutos, 17 segundos


hyperloop
Foto: Getty Images

A Virgin Hyperloop se tornou a primeira empresa na corrida de hyperloop a realizar um teste com passageiros. A experiência ocorreu no início de novembro em uma pista de desenvolvimento perto de Las Vegas, que se estende por pouco mais de 500 metros e levou apenas 15 segundos. A velocidade máxima foi de 172 quilômetros por hora.

Um hyperloop é um sistema de transporte ainda não comprovado no qual as pessoas viajam em um veículo em um tubo de vácuo a velocidades de mais de mil quilômetros por hora. 

Já conhece o Estadão Summit Mobilidade Urbana? Saiba o que rolou na última edição do evento.

As cápsulas podem viajar na velocidade de uma aeronave, mas com uma fração do consumo de energia. Essa velocidade seria capaz de realizar uma viagem de Nova York até Washington ou de São Paulo até o Rio de Janeiro em apenas 30 minutos.

O sistema da Virgin inclui levitação magnética (maglev), muito semelhante ao usado em projetos ferroviários avançados de alta velocidade no Japão e na Alemanha. A levitação magnética levanta um vagão acima dos trilhos à medida que os pólos semelhantes a ímãs empurram o trem para cima. Os ímãs também impulsionam o trem e o empurram para a frente. A levitação magnética tem sido usada em alguns sistemas de trens desde os anos 1970.

Primeiros passageiros

Os passageiros para o primeiro teste foram o diretor de tecnologia da empresa, Josh Giegel, e a diretora de experiência de passageiros, Sara Luchian. (Divulgação / Virgin Hyperloop)
Os passageiros para o primeiro teste foram o diretor de tecnologia da empresa, Josh Giegel, e a diretora de experiência de passageiros, Sara Luchian. (Divulgação / Virgin Hyperloop)

Josh Giegel, diretor de tecnologia da Virgin, e Sara Luchian, diretora de experiência de passageiros, foram os escolhidos para dar a primeira volta. Os ocupantes fizeram sua primeira viagem no recém-revelado veículo XP-2, projetado pela Bjarke Ingels Group (BIG) e Kilo Design, que foi construído sob medida pensando na segurança e no conforto dos ocupantes. 

Embora o veículo de produção seja maior, esse veículo de dois lugares foi construído para demonstrar que os passageiros podem de fato viajar com segurança. 

A Virgin prevê a construção de sistemas que conectem cidades. Giegel disse que seus futuros sistemas comerciais terão cápsulas que acomodam entre 25 e 30 pessoas, sendo que a previsão é transportar dezenas de milhares de passageiros por hora. 

Os sistemas podem ser executados acima ou abaixo do solo, mas até agora a empresa tem-se concentrado em projetos acima do solo, que são mais rápidos e baratos. A organização ainda precisa levantar dinheiro suficiente para seu próximo projeto, um centro de certificação, no estado de West Virginia, que custará cerca de US$ 500 milhões. 

Previsões

Cápsulas comerciais transportarão de 25 a 30 pessoas. Segundo a empresa, a velocidade pode chegar a mais de 1000 km/h. (Divulgação / Virgin Hyperloop)
Cápsulas comerciais transportarão de 25 a 30 pessoas. Segundo a empresa, a velocidade pode chegar a mais de 1000 km/h. (Divulgação / Virgin Hyperloop)

As estimativas indicam que os primeiros sistemas comerciais estarão prontos e funcionando por volta de 2030, mas muita coisa precisa acontecer antes disso, inclusive na frente regulatória. Felizmente, o progresso nessa área, como na Tecnologia, está sendo feito. 

Em julho, a secretária do Departamento de Transporte e o Conselho de Tecnologia de Transporte Não Tradicional e Emergente dos Estados Unidos divulgaram um documento de orientação que estabelece a estrutura regulatória para hyperloop no país.

A Virgin não é a única a interessar-se por hyperloops. O CEO da Tesla e da SpaceX, Elon Musk, anunciou um conceito para tal sistema em 2013. O empreendimento em hyperloop de Musk, a Boring Company, tem-se concentrado na construção de túneis sob as cidades para um serviço de menor velocidade em veículos Tesla que não requerem tubo de vácuo. Atualmente, está sendo construído um sistema em Las Vegas chamado “Loop”.

Fonte: Virgin Hyperloop, CNN Business, Motor Authority.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login