Voltar
Mobilidade para quê?

Manifesto Mobilidade dá início ao mês dedicado ao tema

Durante os 30 dias do mês traremos conteúdos exclusivos e relevantes sobre o tema

02/09/2020 - 1 minuto, 43 segundos


manifesto-da-mobilidade

Manifesto da Mobilidade

Leia mais:
Cuidar do cliente faz bem aos negócios
Live discute papel de motos e scooters na mobilidade urbana nesta quinta-feira
Mês da Mobilidade #6: Democratização do transporte

No dia 1/09 damos início a um projeto muito importante dentro do Estadão. Nos próximos 30 dias, vamos tratar de um tema fundamental a todas as pessoas que habitam as grandes cidades: mobilidade urbana. Tradicionalmente, o mês de setembro é dedicado para se debater e estimular reflexões sobre o assunto.

Neste ano de 2020, tão diferente dos demais, as reflexões sobre esse assunto, presente no dia a dia das pessoas, se tornam ainda mais relevantes. Já que são enormes os desafios que a mobilidade urbana representa em uma Região Metropolitana como a de São Paulo com cerca de 16 milhões de habitantes.

Além disso, falar sobre mobilidade hoje em dia é refletir também sobre segurança. Afinal, ainda vivenciamos uma experiência traumática jamais vivenciada por milhões de brasileiro após a decretação da quarentena em março passado.

Esses desafios, no entanto, não devem servir de obstáculos. Pelo contrário. Eles representam, na verdade, oportunidades para debatermos a mobilidade dentro desse novo cenário.

E oportunidades não devem faltar. Tanto às startups, que já vinham encontrando ninhos de atuação dentro do segmento da mobilidade, como às grandes montadoras de carros e motos, que, por sua força e pujança, com certeza conseguirão se adaptar às novas realidades.

Espaço também há para as várias empresas, que, por meio de aplicativos, têm conseguido oferecer serviços de locomoção e transporte à população com toda a segurança que o momento exige.

Afinal, aos poucos, a cidade começa a pulsar novamente, muitas pessoas voltaram às suas atividades normais. Embora ainda seja importante manter o isolamento social, muitas atividades não pararam, sobretudo os profissionais que atuam na área de saúde.

Além deles, outras categorias também necessitam sair de suas casas e se dirigir ao trabalho diariamente. É nesse ecossistema tão rico e diverso que vamos mergulhar a fundo nas próximas semanas.

Você também é nosso convidado!

Bem-vindo a bordo!

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login