Voltar
Mobilidade para quê?

Monitoramento para além do que os olhos percebem

Inteligência artificial e outros recursos aplicados em câmeras
inovam a supervisão do tráfego nas rodovias do Grupo CCR

07/02/2020 - 2 minutos, 40 segundos


câmeras de monitoramento em rodovias
Sistema identifica caminhão parado e dá alerta. Foto: Divulgação CCR.

Pode ser uma colisão, um veículo que para em lugar indevido, o pedestre que atravessa um túnel ou qualquer outra situação de risco que eventualmente ocorre em rodovias. Em circunstâncias como essas, o tempo de resposta do serviço de atendimento ao usuário faz toda a diferença. Quanto antes a situação anormal for identificada, mais rapidamente poderão ser tomadas as providências apropriadas para minimizar os riscos.

Nos mais de 3,7 mil quilômetros de rodovias administradas pelo Grupo CCR, a tecnologia é uma aliada essencial nesse processo.

Tempo real

A maior parte das câmeras distribuídas ao longo das rodovias sob responsabilidade do Grupo está equipada com uma tecnologia inovadora, baseada em inteligência artificial, capaz de identificar automaticamente as eventuais anormalidades.

Uma vez detectado o problema, um alerta é emitido aos Centros de Controle Operacional (CCO). A inteligência na leitura das imagens já sinaliza ao CCO o tipo de atendimento necessário, que pode ir do socorro mecânico ao acionamento de equipes de atendimento pré-hospitalar.

Agilidade

Os dados são enviados em tempo real pela rede de fibra ótica ou transmissão por rádio que percorre toda a extensão da rodovia. Com isso, as equipes de atendimento partem para o local com bom nível de conhecimento sobre a situação e recebem mais informações ao longo do trajeto. Ao chegar, já sabem como agir. “É uma imensa contribuição da tecnologia ao trabalho humano”, aponta André Costa, diretor da CCR EngelogTec, a unidade de desenvolvimento de novas tecnologias do Grupo, responsável por embarcar o recurso nas câmeras.

“Na CCR MSVia, por exemplo, temos mais de 500 câmeras instaladas. Seria impossível ter um colaborador de olhos atentos às imagens captadas por cada um desses equipamentos”, descreve Costa.

Cobertura inteligente

Das 1.058 câmeras instaladas ao longo da malha rodoviária administrada pelo Grupo CCR – média de uma câmera para cada 3,5 quilômetros –, 664 já dispõem da tecnologia de detecção automática de incidentes. A meta é chegar a 100% até o fi m do ano que vem.

Costa destaca que são diversas as situações que esta tecnologia já permitiu identificar: veículos na contramão, pedestres caminhando nas rodovias, veículos parados, entre outras. Desta forma, a atenção frente a esses eventos pelo time de operações foi imediata, salvando vidas e preservando a segurança viária.

“Seria impossível ter um colaborador de olhos atentos às imagens captadas por cada um desses equipamentos.”
André Costa, diretor da CCR EngelogTec

Caminho de inovações

  • 1. Redes de fibra ótica e de rádio são instaladas em toda a extensão das rodovias administradas pelo Grupo CCR
  • 2. Câmeras equipadas com dispositivos de inteligência artificial são conectadas à rede de fibra ótica e de dados
  • 3. As câmeras utilizadas identificam eventuais anormalidades no trânsito e enviam alertas aos operadores
  • 4. Imagens em alta definição da anormalidade detectada são enviadas em tempo real aos Centros de Controle Operacional (CCO) das concessionárias
  • 5. A partir do alerta emitido e das imagens enviadas pelo sistema de câmeras, operadores acionam o atendimento necessário.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login