Buscando sugestões para:


Mobilidade para quê?

Olha o trem!

Expresso Turístico da CPTM está de volta

4 minutos, 0 segundos de leitura

19/01/2022

Por: Daniela Saragiotto

trem cptm
A aventura começa com o embarque na Estação da Luz (SP). Fotos: Divulgação CPTM

Inaugurado em 2009, o Expresso Turístico, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), está aberto ao público em geral, depois de quase dois anos de paralisação do serviço por causa da pandemia. As primeiras viagens foram feitas em 8 de janeiro (sábado), com destino a Jundiaí (SP) e, no dia seguinte, rumo a Paranapiacaba (SP). Segundo Joanito Jerônimo Ferreira, gerente de estações da CPTM, as atividades do Expresso Turístico foram interrompidas, em março de 2020, quando a pandemia foi decretada.

“Com a flexibilização, as viagens voltaram, a partir de 8 de agosto do ano passado, mas, exclusivamente, para atender aqueles passageiros que compraram as passagens antes da pandemia e não puderam fazer os passeios. Agora, está aberta a todos, novamente”, explica.

De acordo com Joubert Flores, presidente do conselho da Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos), a reabertura da linha turística entre a capital paulista e cidades do entorno estimula o turismo cultural e populariza o uso do modal. “Mais que isso, é uma ação de valorização das ferrovias. Os veículos são nostálgicos, a visita ao terminal da Estação da Luz é interessante e a passagem por locais históricos oferece à população a possibilidade de um passeio diferente”, diz.

Segundo ele, a expansão dos trens turísticos é uma forma de preservação e valorização do patrimônio ferroviário do País. “Essa é uma maneira de as pessoas conhecerem ou voltarem a usar um serviço que ficou esquecido durante muito tempo”, diz. Ele reforça que, além das rotas para Jundiaí, Paranapiacaba e Mogi das Cruzes, o Brasil possui diversas outras. “Alguma das mais conhecidas são a de Campos de Jordão (SP), as linhas em Minas Gerais que ligam cidades históricas de Ouro Preto a Mariana, além de trajetos nos Estados do Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Espírito Santo. Há um grande potencial para estímulo e crescimento desse tipo de atividade”, finaliza Flores.

Passeios


São 172 poltronas com bom espaço entre elas para acomodar, com conforto, os passageiros. Foto: Divulgação CPTM

A aventura começa na Estação Luz, com a venda dos ingressos na bilheteria, localizada no mezanino, com destino alternado às cidades de Jundiaí, Paranapiacaba e Mogi das Cruzes. Vale dois avisos importantes: o pagamento precisa ser feito em dinheiro e pessoas a partir dos 60 anos de idade pagam 50% do valor mediante apresentação de documento de identificação com foto (na compra e no momento do embarque).

Os passageiros embarcam em uma locomotiva a diesel, modelo Alco RS-3 de 1952, que conduz dois carros de passageiros, feitos de aço inoxidável, fabricados, no Brasil, pela Budd – Mafersa, nos anos 1960, e que foram cedidos pela Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF). No total, são 172 poltronas para acomodar os turistas, além de espaço reservado para cadeira de rodas, com cinto de segurança e ancoragem da cadeira.

Os passeios acontecem sempre aos finais de semana, com saída às 8h30 e programação alternada entre os três destinos. A cidade de Paranapiacaba tem um número maior de viagens programadas, pois é o local mais procurado pelos turistas, seguida de Jundiaí e Mogi das Cruzes.

As viagens a todos os destinos têm duração aproximada de 1h30, em cada trecho (ida e volta), e a locomotiva trafega a uma velocidade média de 60 km/h. Após o passeio nas cidades visitadas, os passageiros retornam ao trem às 16h30.

Serviço

Charmosa locomotiva foi fabricada em aço inoxidável pela antiga Mafersa. Foto: Divulgação CPTM

Venda de ingressos: bilheteria da Estação da Luz, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, e aos sábados e domingos, das 7h às 9h

Valor das tarifas:  https://www.cptm.sp.gov.br/sua-viagem/ExpressoTuristico/Pages/Tarifas.aspx

https://www.cptm.sp.gov.br/sua-viagem/ExpressoTuristico/Pages/Tarifas.aspx

Informações sobre o serviço: central de relacionamento: 0800-055 -0121; e WhatsApp: (11) 99767-7030

• 2009 foi o ano de inauguração do Expresso Turístico, da CPTM
• 80 mil passageiros transportados desde o início das operações
• 60 km/h é a média de velocidade da locomotiva durante as viagens

O que fazer em

Jundiaí (SP)
• Museu Ferroviário, da Cia. Paulista de Estradas de Ferro
• Trilhas e caminhadas na Serra do Japi
• Visitas às fazendas produtoras de fruta (uva, morango, caqui e figo)

Paranapiacaba (SP)
• Vila ferroviária, construída pelos ingleses em meados do século 19
• Trilhas no Parque Municipal Nascentes de Paranapiacaba
• Museu Castelo, que retrata a história da vila

Mogi das Cruzes (SP)
• Orquidário de Mogi das Cruzes
• Parque Centenário da Imigração Japonesa

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login