Buscando sugestões para:


Publicidade

Produção de motos no primeiro trimestre tem melhor resultado desde 2014

Por: Arthur Caldeira . 19/04/2023
Mobilidade para quê?

Produção de motos no primeiro trimestre tem melhor resultado desde 2014

397 mil unidades saíram das linhas de montagem do Polo Industrial de Manaus entre janeiro e março deste ano

1 minuto, 43 segundos de leitura

19/04/2023

Por: Arthur Caldeira

fábrica da Honda em Manaus
Volume de produção no 1º trimestre representa alta de 21,4% em relação ao mesmo período de 2021. Foto: Divulgação/Honda

Acompanhando o crescimento nas vendas, a produção de motos no Brasil também teve alta de 21,4% no primeiro trimestre de 2023. Entre janeiro e março deste ano, 397.070 unidades foram produzidas em Manaus (AM). O volume foi o melhor resultado para o período desde 2014, segundo a Abraciclo, associação que reúne os fabricantes do setor de duas rodas.

Só em março, as fabricantes instaladas no Polo Industrial de Manaus produziram 152.450 unidades, volume 11,8% superior ao mesmo mês do ano passado. Também representa crescimento de 25,3% em relação a fevereiro (121.703 unidades). 

De acordo com o novo presidente da Abraciclo, Marcos Antonio Bento, a indústria deve seguir a tendência de crescimento nos próximos meses e, com isso, equilibrar a oferta e a demanda. “Depois de três anos as fabricantes estão conseguindo operar normalmente, sem interrupções nas linhas de produção. Estamos, gradativamente, reduzindo a fila de espera dos modelos de baixa cilindrada e dos scooters”, destaca.

Os fabricantes estimam que a produção de motos no Brasil atinja 1.550.000 unidades neste ano. Se concretizada, a estimativa corresponderá a um crescimento de 9,7% na comparação com 2022, quando o setor produziu 1.413.222 motocicletas.

Emplacamentos crescem 30%

No primeiro trimestre de 2023 os emplacamentos somaram 357.209 unidades, alta de 30% em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com a Abraciclo, as vendas no varejo alcançaram o melhor resultado entre janeiro e março desde 2012.

Na análise isolada de março, 146.035 motocicletas foram licenciadas, aumento de 32,7% na comparação com o mesmo mês de 2022. Já, em relação a fevereiro, o volume representou crescimento de 45,1% (100.613 motocicletas).

Mercado por região

Em termos porcentuais, a região Norte registrou o maior crescimento no primeiro trimestre. Foram emplacadas 45.736 motocicletas, volume 50,2% maior que o registrado no mesmo período do ano passado (30.444 unidades).

Já em números absolutos, a liderança é do Sudeste (137.923 motocicletas licenciadas e 38,6% total do mercado). Em segundo lugar, ficou a região Nordeste (105.667 unidades e 29,6% do mercado), seguida pelo Norte (45.736 motocicletas e 12,8%), Centro-Oeste (34.728 unidades e 9,7%) e Sul (33.155 motocicletas e 9,3%).

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?

Quer uma navegação personalizada?

Cadastre-se aqui

0 Comentários


Faça o login