Voltar
Meios de transporte

Seguro pago conforme o uso chega ao Brasil

Batizado de Instant, o produto pode ser contratado por curtos períodos – antes de uma viagem, por exemplo

Daniela Saragiotto

12/06/2020 - 3 minutos, 27 segundos


instant-seguro-da-argo
Fotos: Fernando Gavronski / Divulgação

Em torno de 70% da frota brasileira de automóveis não possui seguro contratado, de acordo com a Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais (CNSEG). Se levarmos em conta que temos 65 milhões de automóveis (mais picapes e caminhonetas), dado de 2018 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a informação mais recente disponível, quase 20 milhões de carros circulam por nossas ruas, avenidas e estradas sem nenhum tipo de seguro.

Leia mais:
Ford fala na Campus Party sobre comportamento do consumidor
“O carro autônomo não vai resolver o trânsito sozinho”

Com foco nesse enorme público, ainda em junho será lançada uma modalidade diferente de seguro, que as pessoas podem contratar pelo sistema pay per use, ou pago conforme o uso, pelo período que o usuário desejar.

Acionamento por meio de um aplicativo

“As pessoas não contratam seguro por diversos motivos: algumas realmente não podem pagar ou acham muito caro. Mas há também os que possuem veículos que não entram nas regras de aceitação das seguradoras, seja por causa da idade, seja pelo modelo ou mesmo características como blindagem, entre outras”, explica Bruno Porte, diretor de operações e TI da Argo Seguros.

O novo produto da Argo Seguros chama-se Instant, oferece proteção por perda total por acidente e pode ser contratado por períodos curtos, como 24 horas. “Antes de viajar, por exemplo, o cliente aciona o seguro por meio de um aplicativo, indicando seu ponto de partida e o destino.

O seguro cobrirá todo o trajeto, ou seja, a estrada ou rodovia, além de parte do perímetro urbano, por 24 horas. O valor final vai depender da importância segurada – no caso, o valor de tabela do veículo”, explica Porte.

“Antes de viajar, o cliente vai acionar o seguro pelo app, indicando seu ponto de partida e o destino. O seguro cobrirá todo o trajeto, ou seja, a estrada ou rodovia, além de parte do perímetro urbano, por 24 horas. O valor final vai depender da importância segurada, no caso, o valor de tabela do veículo”, explica Bruno Porte, diretor de Operações e TI da Argo Seguros.

Regulação

Continua depois da publicidade

A modalidade, que já existe em outros países, foi autorizada pela Superintendência de Seguros Privados (Susep), em agosto do ano passado, por meio da Circular 592, que permitiu a customização de planos de seguros com vigência reduzida de contrato e período intermitente.

“Nós nos posicionamos como pioneiros na contratação exclusivamente pelo uso sob demanda porque, ao contrário de outras empresas do mercado, não cobramos taxas mensais nem valores recorrentes”, explica Porte.

A contratação do Instant é feita via corretor de seguros, que cadastra o cliente por meio de um app desenvolvido pela empresa para funcionar como uma carteira digital, em que será possível acessar os créditos, ativar o período de cobertura, obter dados da apólice e pontos de contato.

“Para o consumidor, é muito fácil de manusear e o sistema conta com um geolocalizador, que é ativado ponto a ponto do trajeto do veículo. Até a vistoria, que é virtual, é feita por meio de uma câmera no próprio app”, explica o diretor de diretor de operações e TI da Argo Seguros.

Ele esclarece que serão comercializados créditos, que o cliente utiliza conforme sua necessidade. “Iremos disponibilizar 20 créditos, podem ser usados pelo período de 12 meses. O valor por 24 horas de crédito varia de acordo com o veículo, mas começamos em R$ 26,90”, diz.

Alinhado com tendências de mobilidade

O produto também foca nas pessoas que utilizam outros modais durante a semana, principalmente para seus deslocamentos diários, mas que continuam tendo carro para situações específicas. De acordo com o diretor da Argo, para esse perfil, o preço do seguro cheio ficou muito alto, porque usam pouco o veículo.

“Vemos um movimento forte de descentralização das habitações, com muita gente indo morar em cidades próximas dos grandes centros e usando fretados em seus deslocamentos ou mesmo bicicletas. Nosso seguro entra como uma opção que faz muito sentido”, afirma.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login