Mobilidade para quê?

SP terá o primeiro sandbox regulatório estadual

Connected Smart Cities & Mobility, Parque Tecnológico de São José dos Campos e SPIn Soluções Públicas Inteligentes participam, também, do ambiente pioneiro de teste estadual do País

1 minuto, 41 segundos de leitura

03/11/2021

Lançamento do programa, no início de outubro, durante o evento Retoma SP, em São José dos Campos. Foto: Divulgação governo de SP

Sandbox é um ambiente livre de regulações voltado para pesquisas, testes e validação de tecnologias, implementado, no Brasil, pela Lei Federal n° 182/21. O governo de São Paulo é o primeiro Estado brasileiro a adotar o modelo, que criará ambientes para que empresas, principalmente startups, possam oferecer e testar novos produtos dentro do contexto de cidades inteligentes.

O Connected Smart Cities & Mobility, em parceria com o Parque Tecnológico de São José dos Campos e a consultoria SPIn Soluções Públicas Inteligentes, assinou, com o governo do Estado, a criação do primeiro Sandbox Regulatório do Brasil. Os municípios da Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte terão apoio técnico do Estado para organizar seus ambientes Sandbox, em conjunto com o Parque Tecnológico de SJC, sediando os principais testes do sistema 5G, no País.

“O marco regulatório é essencial para facilitar a criação de smart cities. Com a facilidade de implementação de tecnologias, o Sandbox aproxima o País de uma realidade em que os cidadãos serão cada vez mais protagonistas de suas cidades, tornando as municipalidades não apenas em locais mais tecnológicos como também mais humanos, resilientes e sustentáveis”, destaca Paula Faria, CEO da Necta e Idealizadora do Connected Smart Cities & Mobility.

O ambiente de teste é um modelo britânico que permite que órgãos e entidades na administração pública possam afastar a incidência de normas sob sua competência de modo que a implementação de soluções voltadas para cidades seja realizada de maneira mais rápida e eficiente.

Quatro municípios brasileiros já possuem Sandbox para Cidades Inteligentes: Foz do Iguaçu (PR), Petrolina (PE), Londrina (PR) e Francisco Morato (SP), além de Brasília (DF). Outras duas capitais, Curitiba (PR) e Macapá (AP), encontram-se em processo de instituição.

O tema está no contexto do evento nacional Connected Smart Cities & Mobility 2022, que acontecerá em outubro.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login