Buscando sugestões para:


Mobilidade para quê?

Uber vai usar motos elétricas na África

Parceria com a Opibus, empresa sueca com sede no Quênia, prevê o fornecimento de 3.000 motos elétricas para os condutores da Uber

2 minutos, 25 segundos de leitura

17/01/2022

Por: Arthur Caldeira

motos-elétricas-Opibus-Uber
App de transporte vai usar as motos elétricas Opibus, criadas e projetadas para o continente africano. Fotos: Divulgação/Opibus

A Uber anunciou uma parceria estratégica com a Opibus para ampliar o uso de motos elétricas na África. O acordo prevê o fornecimento de 3.000 motocicletas elétricas pela startup de origem sueca com sede no Quênia, para os motociclistas parceiros do aplicativo de transporte.

A iniciativa acontece após a conclusão de um programa piloto no Quênia e tem como objetivo impulsionar a eletrificação da frota de duas rodas na África. A Uber oferece serviços em todo o continente africano e permitirá à Opibus acelerar a adoção em massa de veículos elétricos em todo o continente.

No total, 3.000 motos elétricas serão fornecidas pela Opibus à Uber, com o modelo sendo adaptado às infraestruturas rodoviárias e condições ambientais da África. A motocicleta Opibus é a primeira moto elétrica africana, o que significa que foi totalmente projetada e adaptada para o uso local, em estradas pavimentadas e de terra.

Conheça a moto elétrica africana

Em todo o mundo, as motocicletas elétricas estão remodelando o setor de transporte e transformando a maneira como as empresas realizam suas operações. Na África, as motocicletas elétricas são a próxima grande novidade quando se trata de mobilidade, mais especificamente, serviços de compartilhamento de viagens. Com operações em todo o mundo, é natural que o modelo de negócios da Uber seja diferente por região.

OFERTAS 0KM
Moto elétrica da Opibus é modelo de uso misto (on/off-road) e usa duas baterias intercambiáveis

Se são os carros que se tornaram a norma no Brasil, as motocicletas são a modalidade mais popular da Uber em regiões em desenvolvimento, como a África. Em vez do compartilhamento de carro, o compartilhamento de motocicletas é muito mais barato e prático para ir de um lugar para outro.

Além do seu quadro robusto e o design de um modelo de uso misto, com suspensões de longo curso, a moto elétrica que a Opibus fornecerá à Uber usa duas baterias intercambiáveis, para alcance estendido, bem como a possibilidade de trocar rapidamente as baterias, proporcionando um ciclo de operação contínuo.

A transição para motos elétricas também faz uma diferença significativa na renda do condutor, segundo a Uber. Os custos reduzidos de manutenção e operação ao utilizar motocicletas Opibus levam a uma redução de custos de mais de 60% em comparação com uma motocicleta de combustão interna convencional.

Comentando sobre a parceria, Mikael Gånge, cofundador e diretor de vendas da Opibus declarou: “Estamos vendo uma enorme demanda por motocicletas elétricas projetadas localmente no continente africano e, trabalhando com a Uber, agora conseguimos provar a viabilidade de implantação em larga escala.” Em 2022, espera-se que a Opibus aumente sua produção e expanda as operações para outras partes do continente africano.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login