Voltar
Meios de transporte

Vela 2 é bicicleta elétrica inteligente controlada por aplicativo; assista

Novo modelo da startup Vela Bikes une propulsão elétrica, mobilidade ativa, geolocalização e conectividade na primeira smart bike brasileira

Arthur Caldeira

10/10/2020 - 3 minutos, 33 segundos


bicicleta-eletrica-ciclovia-museu-ipiranga
App usa o acelerômetro do smartphone para alterar o nível de assistência ao pedal de acordo com a inclinação da ladeira. Fotos: Marco Ankosqui

Conectividade, geolocalização, propulsão elétrica… Palavras tão em voga nos dias de hoje. A startup brasileira Vela Bikes decidiu unir todos esses conceitos na Vela 2, novo modelo que pretende ser mais que uma bicicleta elétrica, quer ser uma smart bike, ou seja uma bicicleta elétrica inteligente.

Todo o funcionamento da Vela 2 é controlado por um aplicativo, que se conecta à bicicleta por Bluetooth. No app, é possível ver a carga da bateria, localização, velocidade e o modo de condução. Dá também para travar a bike.

Mas a conectividade não para por aí. Por meio do acelerômetro do smartphone o app detecta se você pega uma subida mais íngreme e aumenta o nível de assistência do motor, para reduzir seu esforço. Ele também detecta se alguém derruba sua bike quando ela está estacionada e te avisa!

Motor elétrico reduz esforço em 90%

O motor elétrico fica na roda traseira e só funciona quando você pedala. Mas a Vela 2 traz um botão multifunção no guidão que aciona um assistente de partida para ajudar a começar a pedalar na saída de semáforo, por exemplo. Ainda tem a função “boost” que dura 20 segundos e dá um gás naquela ladeirona que cansa só de olhar.

ciclista-pedala-bicicleta-elétrica-na-ciclofaixa
Motor elétrico reduz em até 80% o esforço para pedalar em subidas.

Uma bateria de íons de lítio, armazenada no quadro, alimenta tudo isso. A autonomia da bateria é de 60 km e a bicicleta elétrica inteligente ainda conta com freio regenerativo no motor que recupera energia nas descidas e frenagens.

O tempo de recarga é de duas a três horas. Ou seja, dá pra você ir pro escritório, faculdade, levar a bateria com você e ligar o carregador que vem junto com a bike na tomada enquanto trabalha ou estuda. Também dá pra recarregar na própria bicicleta.

A autonomia da bateria pode cair para 25 km se você usar o modo boost a toda hora. E como a Vela 2 não tem marchas, apenas uma relação fixa, pedalar os mais de 20 kg da bike sem a ajuda do motor elétrico pode ser cansativo.

Design clássico

Apesar de toda essa tecnologia, a Vela 2 tem um design clássico, inspirado nas bikes urbanas da Europa – com banco e manoplas em couro. O novo modelo tem guidão mais estreito que a primeira bike criada pela empresa.

A Vela 2 é vendida a partir de R$ 6.890 em dois tipos de quadro: um baixo, que tem rodas aro 26, ideal para quem mede até 1,70 m, como eu; e outro reto, com aro 700 para os mais altos. Dá pra escolher a cor, incrementar com alguns acessórios e optar por pneu branco ou preto.

smart bike elétrica dentro de um parque em são paulo
Vela 2 traz desenho clássico das bikes europeias com tecnologia de última geração

Já tinha pedalado e curtido bastante a proposta da primeira Vela, que reúne tecnologia com esse visual mais retrô, por um preço competitivo para uma bicicleta elétrica tão estilosa e feita para deslocamentos diários.

Nesse novo modelo, a ciclística continua boa, para o uso urbano, afinal esse desenho é muito popular entre aqueles que usam a bike para se deslocar em cidades europeias, como Amsterdam e Copenhague.

O motor elétrico dá uma baita ajuda para quem quer pedalar, mas não tem tanto preparo físico e nem pretende chegar suado no trabalho.

Futuro da mobilidade

Não precisa nem se preocupar com a bateria do celular ou da bike. Quando o nível chega a 10%, o aplicativo indica as estações de recarga da Vela, que hoje são 30 pontos em São Paulo. E aqui nesse estojo de couro tem uma entrada USB para quando precisar recarregar o smartphone, assim você continua conectado enquanto pedala por aí.

O App está em sua fase beta, portanto ainda deve melhorar. Enfrentei alguns problemas de conexão, que mais tarde descobri que poderiam ser fruto de uma atualização do aplicativo e do software da bike.

A ideia de tornar a Vela uma bicicleta elétrica conectada é genial e tem tudo a ver com o futuro da mobilidade. Quero dizer, com o presente da mobilidade.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login