PCD

8 cidades brasileiras com turismo acessível para pessoas com deficiência

Foz do Iguaçu, Rio de Janeiro e Brasília são alguns dos destinos que oferecem desde praias a esportes radicais

3 minutos, 37 segundos de leitura

24/10/2021

Por: Redação Mobilidade

homem fazendo turismo acessível
O Programa Turismo Acessível do Governo Federal incentiva essas ações ao redor do País. Foto: Getty Images

O turismo acessível são conjuntos de ações que permitem o acesso fácil, seguro e com mais autonomia das pessoas com deficiência e mobilidade reduzida às diversas atrações turísticas, como museus, parques, monumentos, entre outras.

O Programa Turismo Acessível do Governo Federal incentiva essas ações ao redor do País. Por meio do aplicativo Turismo Acessível, o turista também pode conferir avaliações de usuários sobre a acessibilidade do local para escolher seu destino. 

Conheça algumas das cidades com turismo acessível no Brasil: 

Foz do Iguaçu (PR)

A cidade do Paraná foi uma das pioneiras em turismo acessível do País. Destaque para o Parque Nacional que oferece uma trilha segura para pessoas com deficiência chegarem até o maior fluxo de água das famosas cataratas do Iguaçu. Se quiser se aventurar, o turista também pode saltar de paraquedas e conferir de uma forma diferente a paisagem e a fronteira do Brasil com Paraguai e Argentina. 

Brasília (DF)

De uma das pioneiras em turismo acessível para a cidade mais preparada para receber PcDs – Pessoas com Deficiência. A capital federal passou por obras de adaptação e  seus pontos turísticos podem ser visitados com segurança e facilidade pelas pessoas com mobilidade reduzida. É o caso do Congresso Nacional e a Praça dos Três Poderes, que contam com rampas e banheiros reformulados para evitar acidentes. 

Uberlândia (MG)

A segunda maior cidade do estado de Minas Gerais é exemplo de turismo acessível. Seguindo a Lei Orgânica Municipal e a Legislação que trata dos direitos das pessoas com deficiência, todas as obras de uso público são vistoriadas pelo departamento de acessibilidade. Desse modo, as pessoas com mobilidade reduzida conseguem passear pelas ruas de Uberlândia com mais segurança e autonomia, utilizando as várias rampas de acesso, calçadas e transporte público adaptados. 

São Paulo (SP)

Apesar dos problemas de infraestrutura urbana, a maior cidade do Brasil tem diversas atrações adaptadas para pessoas com deficiência. Destaque para museus que oferecem acessibilidade para os turistas, como o Museu do Futebol e o Memorial da América Latina. O turista também pode subir no maior ponto da cidade, o Pico do Jaraguá, por meio de rampas de acesso. Além de contar com as estações de trem e metrô equipadas com elevadores que facilitam o deslocamento pelos principais pontos da capital paulista. 

Bonito (MT)

Para quem deseja adrenalina, a cidade de Bonito, no Mato Grosso, é destino indispensável. Além de ser uma das cidades mais belas do Brasil, oferece turismo de aventura inclusivo, com diversas atrações adaptadas em meio à natureza. PcDs podem se aventurar em esportes radicais, rapel, trilhas e mergulhos porque a infraestrutura foi toda pensada para recebê-los. 

Salvador (BA)

Que tal fazer um turismo acessível e histórico? Em Salvador, é possível. A capital da Bahia está preparada para receber turistas com mobilidade reduzida porque as guias são rebaixadas, há acesso por rampas e opção de elevador em atrações que só poderiam ser acessadas por meio de escadarias e ladeiras, como o Pelourinho e o Elevador Lacerda. 

Rio de Janeiro (RJ)

Especialmente depois de sediar as Paralimpíadas de 2016, o Rio de Janeiro se integrou às principais cidades com turismo acessível. O turista com deficiência ou mobilidade reduzida pode conhecer as principais atrações, Cristo Redentor e Pão de Açúcar, por meio de rampas de acesso. 

A cidade está entre as adeptas do projeto Praia Acessível, que auxilia as pessoas com deficiência a aproveitarem ao máximo as praias de Copacabana, Barra da Tijuca e Leblon. O acesso ao Jardim Botânico, que conta com variedade grande de plantas, e o Centro Cultural Banco do Brasil também são alternativas adaptadas e facilitadas para todos.

Fortaleza (CE)

Também é adepta ao Projeto Praia Acessível, que possibilita aos turistas com deficiência acesso facilitado ao banho de mar e auxílio para caminhar. Quem precisa de mobilidade assistida pode utilizar cadeiras anfíbias e esteiras. Há a opção de praticar esportes adaptados, como frescobol e vôlei.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login