Buscando sugestões para:


Logo
Patrocínio
Entender

Manual do proprietário, a ‘bíblia’ do carro

Documento contém todas as informações sobre o veículo, como peças de reposição e revisões

2 minutos, 18 segundos de leitura

06/06/2022

mulher lendo o manual do carro
Foto: Getty Images

Muitas vezes esquecido no porta-luvas, o manual do proprietário é a bíblia do automóvel. Esse documento disseca o que o carro possui e o que é preciso para fazer sua manutenção adequada. Ele contém informações de garantia, uso, funcionamento, revisões e reposição de componentes e sistemas. 

“Essas informações são construídas, validadas e consolidadas durante o desenvolvimento do projeto do veículo e também considera experiências de projetos anteriores”, afirma o engenheiro Marco Barreto, coordenador do curso de mecânica automotiva da Pós-Graduação do Centro Universitário da Fundação Educacional Inaciana (FEI).

Ele adverte que o dono do veículo deve sempre consultá-lo, evitando intervenções indevidas que podem gerar problemas de mau funcionamento, perdas de garantia e riscos de segurança no uso e manutenção. 

Prestar atenção no manual do proprietário é essencial por uma série de razões. Quem gosta de modificar a originalidade do carro, deve tomar muito cuidado, porque equipamentos não autorizados podem trazer complicações na hora da revisão ou no tempo de garantia do automóvel, que varia de montadora para montadora, mas geralmente fica entre dois e cinco anos. 

Manual digital

Portanto, antes de qualquer intervenção nas peças originais, verifique no manual do proprietário se isso é possível. Caso a substituição de peças seja inevitável, o manual mostra qual é a marca do fornecedor recomendada pela fabricante do veículo.

“Embora cada fabricante estabeleça um prazo diferente para as revisões, algumas determinam que a primeira seja feita com 10 mil quilômetros ou um ano de uso. Ela deve acontecer na concessionária e o carimbo no manual é a comprovação de que o carro passou na autorizada oficial”, diz o professor. “Caso contrário, sabe-se que as revisões não foram executadas no local certo.”

Ou seja, peças trocadas fora da concessionária ou erros na instalação de equipamentos passam a ser de total responsabilidade do proprietário. Se ele optar pela realização dos serviços fora da concessionária, é preciso prestar atenção no que está sendo realizado. “Instalar um novo sistema de som de forma inadequada, por exemplo, é capaz de acarretar o fim da cobertura da parte elétrica do carro”, ressalta Barreto.Nem todo mundo sabe, mas ter o manual do proprietário em perfeitas condições e com todos os carimbos – provando que as revisões sempre aconteceram nas concessionárias – é uma forma de valorizar o automóvel na hora da revenda. Hoje, com as atuais tecnologias, algumas montadoras também oferecem ao consumidor o manual digital, que pode ser acessado na tela da central multimídia.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login

Espaço do patrocinador

Com Você. Sempre.

Conheça mais de nossos produtos.

VER AGORA