Inovação

5 soluções inovadoras

Companhias ligadas ao setor automotivo marcam presença na feira de tecnologia e apresentam ideias para melhorar a vida do usuário

4 minutos, 22 segundos de leitura

12/01/2022

Por: Mário Sérgio Venditti

ZF
Sistema de computação de alto desempenho Vehicle Motion Domain, da ZF, é adaptável a todos os tipos de plataforma de chassi, funções de movimento e carroceria. Foto: Divulgação ZF

Uma das principais feiras de tecnologia do mundo, o Consumer Electronics Show (CES), realizado em Las Vegas (EUA), vem atraindo interesse cada vez maior das empresas automotivas.

Afinal, elas enxergam mais vantagens em mostrar suas inovações em um ambiente totalmente tecnológico do que nos desgastados salões do automóvel. Veja as principais soluções apresentadas na área da mobilidade, no evento que aconteceu entre 5 e 8 de janeiro. 

BMW oferece entretenimento

bmw
Iconic Souds Eletric, da BMW, cria novos sons a bordo, de acordo com as preferências do motorista. Tecnologia fará parte dos modos de condução disponíveis. Foto: Divulgação BMW

A experiência de dirigir veículos 100% elétricos vai ficar ainda mais prazerosa com a tecnologia apresentada pela BMW: o Iconic Souds Electric. Criados em parceria com o compositor de trilhas sonoras Hans Zimmer, os novos sons a bordo dos carros da marca alemã serão escolhidos de acordo com as preferências do motorista, no dispositivo My Modes. 

A tecnologia estará disponível no BMW i4 a partir do primeiro semestre. Os sons farão parte dos modos de condução Personal, Sport, Efficient, Expressive e Relax. Se gostar mais de esportividade, o motorista escolhe um “fundo musical” que enfatiza o ronco do motor. Caso queira relaxar, a opção poderá ser de melodias que remetem à natureza. Os sons usam como base o violino, e os primeiros acordes surgem a 60 km/h.

Outro sistema de entretenimento apresentado pela BMW é o My Mode Theatre, que converte a parte traseira do habitáculo do automóvel em uma sala privativa de cinema, com direito a som surround e conectividade 5G. A tela tem 31 polegadas e resolução de até 8 K.

A metamobilidade da Hyundai

Metamobilidade pensada pela Hyundai será capaz de integrar os mundos reais e virtuais em benefício da mobilidade. Foto: Divulgação Hyundai

A robótica em prol da mobilidade deu o tom da Hyundai. Ela mostrou sua visão de como a robótica e o “metaverso” – mundo virtual que se conecta com a realidade por meio de ferramentas digitais – deverão instaurar a chamada metamobilidade, ou seja, conceitos de mobilidade capazes de superar limitações físicas de movimento em relação ao tempo e espaço.

A Hyundai acredita que as distinções entre as futuras práticas de mobilidade tendem a desaparecer, com base no desenvolvimento da robótica. Com o metaverso se tornando um espaço cotidiano para as pessoas, a montadora vislumbra o surgimento de uma plataforma que estabelecerá sinergia entre os mundos real e virtual por meio de dispositivos inteligentes.

Um exemplo: o usuário poderá acessar sua casa digital no metaverso, mesmo estando longe de sua residência, e terá condições de alimentar seu pet por meio de um robô avatar.

Em seu estande, a empresa exibiu tecnologias que farão parte da metamobilidade, como o Personal Mobility – transporte público individualizado, com conforto e privacidade individual, além da possibilidade de condução autônoma.

Bosch mais conectada

A gigante de tecnologia automotiva está focada na sinergia da internet das coisas (IoT, na sigla em inglês) com a inteligência artificial (IA), resultando na inteligência artificial das coisas (AIoT).

A missão dessa sopa de letrinhas é criar produtos conectados, que forneçam informações incorporadas aos softwares veiculares. Tais soluções serão adaptadas conforme a necessidade dos usuários.

Segundo a Bosch, já em 2022, a conectividade estará em todas as suas linhas de produtos. Com o Centro de Inteligência Artificial, a empresa estabeleceu uma vigorosa unidade de negócio no campo da IA.

A companhia anuncia investimentos anuais na ordem de E 3 bilhões, destinados ao setor da mobilidade.

ZF

A fabricante de componentes automotivos ZF revelou a plataforma de computação de alto desempenho Vehicle Motion Domain (VMD Controller). Trata-se de um computador central adaptável a todos os tipos de plataforma de chassi, funções de movimento e carroceria de veículos, carros definidos por software de próxima geração e futuras arquiteturas. 

Com ele, será possível aumentar a segurança e o conforto na direção, com motorista ou de maneira autônoma. No entender da ZF, os clientes estão exigindo um espectro mais amplo de tecnologias, como maior número de sensores instalados no chassi – e essas soluções necessitam de computação de maior potência.

O controlador de alto desempenho é projetado para integrar as funções do veículo em todos os domínios, incluindo gerenciamento de energia. Ele oferece suporte à condução autônoma enquanto reduz a complexidade no controle inteligente de movimento do veículo.

A bike da Panasonic

E-Bike Zen Rider, da Panasonic, será vendida nos EUA e atende à crescente demanda por esse tipo de transporte. Foto: Divulgação Panasonic

A divisão automotiva da Panasonic fez parceria com a empresa Totem USA para vender a e-Bike Zen Rider nos Estados Unidos. A bicicleta elétrica é opção acessível às crescentes demandas da área da mobilidade no país.

Seu design e o sistema de motor/bateria são apropriados para áreas urbanas. Segundo a Panasoni, a bike é equipada com motor de dois eixos e bateria de 404 Wh.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login