Buscando sugestões para:


Inovação

Automóveis eletrificados: o que vem por aí em 2022!

Até o final do ano, deverão ser lançados 13 novos modelos que irão reforçar o segmento no País

6 minutos, 54 segundos de leitura

23/03/2022

Por: Mário Sérgio Venditti

Após lançar o Tan, a chinesa BYD anuncia a chegada do Han, que entrega autonomia de 550 km. Foto: Divulgação BYD

Eles estão chegando ao País sem cerimônia. Aos poucos, misturam-se ao cenário dos automóveis convencionais e ganham espaço no mercado. Os veículos eletrificados – com motor 100% elétrico ou híbrido – já respondem por 2,8% da participação nas vendas de zero-quilômetro e as marcas intensificam suas investidas por aqui.

Desde o início de 2022, foram lançados Volvo C40, JAC E-J7, BMW iX e BYD Tan. Mas as surpresas continuam. Até o fim do ano, mais 13 modelos deverão reforçar o segmento de eletrificados no Brasil. Conheça as novidades.

BMW iX3

A montadora alemã acredita que os modelos premium são os mais aceitos pelos consumidores de veículos elétricos no Brasil. Pensando nisso, ela anunciou que lançará o iX3, versão elétrica do SUV X3, para ampliar seu portfólio de automóveis movidos a bateria, que será reforçado também por iX e i4. “O mercado brasileiro de carros de luxo terá 50% de elétricos até o fim da década”, calcula Aksel Krieger, presidente do grupo BMW Brasil. O iX3 entrega autonomia de 460 quilômetros, graças ao motor elétrico com potência equivalente a 286 cv e torque instantâneo de 40,8 mkgf.

Foto: Divulgação BMW

BYD Han

A chinesa BYD estreou, no Brasil, com o Tan, mas tem planos de participar ativamente no segmento de veículos elétricos. A próxima aposta será o Han. Com bateria de 76,9 kWh e dois motores elétricos (um dianteiro e um traseiro), o sedã desenvolve o correspondente a 494 cv de potência combinada e 69,3 mkgf de torque. A autonomia é elástica, chegando a 550 quilômetros, e a velocidade máxima atinge 180 km/h. Outro destaque do modelo é a grande lista de itens de série e acabamento requintado.

Foto: Divulgação BYD

Caoa Chery EQ1  

Depois que a empresa Caoa assumiu o comando da Chery no Brasil, a marca chinesa vem apresentando crescimento significativo nos números de vendas, principalmente de seus SUVs. Agora, a cartada pode ser ainda maior, com o lançamento do compacto elétrico EQ1, com capacidade para quatro ocupantes e que vai concorrer com o Renault Kwid. A montadora cogita trazer da China a versão dotada de motor de 75 cv de potência e que leva o carro a 120 km/h de velocidade máxima. A autonomia beira os 400 quilômetros.

Chevrolet Bolt

A meta da General Motors era apresentar o Chevrolet Bolt reestilizado no ano passado. Entretanto, ela detectou, nos Estados Unidos, um problema que poderia provocar incêndio da bateria, e, por isso, teve de adiar os planos, temporariamente. Com design atualizado, o carro é impulsionado pelo motor de 203 cv de potência e 36,7 mkgf de torque e pode percorrer 380 quilômetros com uma carga de bateria. Ao longo do ano, o hatch poderá ganhar a companhia da sua configuração SUV, o Bolt EUV.

Foto: Divulgação Chevrolet

Ford Mustang Mach E

O Mustang é vendido no Brasil e agora ele está prestes a receber a configuração Mach E, movida a bateria. O esportivo elétrico da Ford já faz muito sucesso em outros mercados. Nos Estados Unidos, por exemplo, o Mach E está disponível em quatro versões, entre 266 cv e 480 cv de potência. A autonomia vai de 340 a 505 quilômetros com uma carga completa de bateria. A montadora afirma que o Mach E acelera de 0 a 100 km/h em 3,5 segundos. As dimensões do modelo são 4,73 metros de comprimento, 1,88 de largura e 1,62 de altura.

Foto: Divulgação Ford

Hyundai Tucson Hybrid

A Hyundai despista quando o assunto é oferecer o Tucson Hybrid no Brasil. O utilitário esportivo fez sucesso no País com o visual antigo, mais quadradão. Depois de renovado, ele mudou de patamar e tenta reconquistar seu espaço. A versão com motor a combustão e elétrico pode representar essa reação. Com tração nas quatro rodas, o carro tem 45 quilômetros de autonomia no modo totalmente elétrico. O motor convencional 1.6 turbo desenvolve 182 cv de potência e 26,9 mkgf de torque, aliado à transmissão automática de seis marchas.

Foto: Divulgação Hyundai

Jeep Compass

Lançado na Europa no início do ano, o Jeep Compass híbrido está a caminho do Brasil. Debaixo do capô, ele apresenta o novo motor 1.5 turbo de quatro cilindros, da família GSE, que despeja 130 cv de potência e 24,5 mkgf de torque. O câmbio é automático de sete marchas. Mas o conjunto motriz tem algo mais: ele integra um sistema elétrico de 48 V, que fornece 20 cv e 5,6 mkgf extras, podendo movimentar o SUV quando seu motor convencional está desligado.

Foto: Divulgação Jeep

Kia EV6

Eleito recentemente Carro do Ano de 2022, na Europa, o crossover Kia é desenvolvido na plataforma modular elétrica global (E-GMP), da Kia, que permite a inserção de uma série de tecnologias de última geração. Com design futurista, o EV6 é capaz de rodar 528 quilômetros com uma carga completa de bateria. Ele é o primeiro dos modelos elétricos que a fabricante sul-coreana pretende lançar até 2026. O EV6 possui dois pacotes de baterias possíveis, de 58 kWh e 77,4 kWh, com potência que chega até a 325 cv.

Foto: Divulgação Kia

Kia Niro

A Kia também estuda importar para o Brasil o Niro na versão híbrida e algumas unidades com motorização elétrica, a fim de sentir a reação do público. O SUV vive a sua segunda geração, inspirada no carro-conceito HabaNiro, mostrado em 2019. Ele mede 4,35 metros de comprimento, 1,80 de largura, 1,55 de altura e 2,72 de distância entre eixos, com espaço suficiente para cinco pessoas. O Niro híbrido vem equipado com motor 1.6 de 105 cv de potência e um propulsor elétrico de 32 kW (43 cv).

Foto: Divulgação Kia

Mercedes-Benz EQS

A Mercedes-Benz do Brasil garante que, em 2022, importará os modelos elétricos EQS, EQA e EQB, que se juntarão ao pioneiro EQC 400, lançado no ano passado. Apenas o EQS não é desenvolvido sobre a base de um modelo com motor a combustão. Cheio de si, ele tem plataforma própria e nasceu para ser um automóvel eletrificado. O cupê deverá chegar em duas versões: a 450+, de tração traseira, entrega 333 cv de potência e 57,9 mkgf de torque; enquanto a 580 4Matic rende 523 cv e 87,2 mkgf. A autonomia é de 770 quilômetros.

Foto: Divulgação Mercedes-Benz

Renault Kwid E-Tech

O compacto passou por uma reformulação em janeiro, e a Renault aproveitou para revelar que está preparando a chegada da versão elétrica E-Tech. A montadora mantém segredo sobre as especificações técnicas. Tomando por base o Daciua Spring, a versão europeia do Kwid, o novo carro terá bateria de 27,4 kWh, que proporcionará potência aproximada de 45 cv. Outros números de desempenho são: 230 quilômetros de autonomia, 125 km/h de velocidade máxima e aceleração de 0 a 100 km/h em 19,1 segundos. É bem provável que ele seja um dos modelos movidos a bateria mais em conta no País.

Foto: Divulgação Renault

Porsche Taycan GTS

A Porsche vem investindo na instalação de infraestruturea de recarga no Brasil. Isso comprova que a companhia está levando muito a sério o novo mercado em formação na indústria automotiva nacional. O Taycan agrega cinco configurações, com diferentes carrocerias e níveis de equipamento. A família será ampliada com a versão GTS elétrica, que possui motor de 598 cv de potência e 504 quilômetros de autonomia. O preço é para poucos: na casa de R$ 800 mil.

Foto: Divulgação Porsche

Volkswagen ID.3

A chamada “Ofensiva Volkswagen” na América Latina inclui o lançamento de seis modelos eletrificados no Brasil até 2023. Um deles é o ID.3 – que, provavelmente, fará companhia ao irmão ID.4 –, com bateria de 58 kWh e autonomia anunciada de até 550 quilômetros. Segundo a Volkswagen, a recarga para rodar 290 quilômetros acontece em apenas 30 minutos. O modelo, dotado de tração traseira, rende 150 kW (cerca de 204 cv de potência). Na Europa, ele deverá passar por pequenas mudanças de estilo em 2023.

Foto: Divulgação Volkswagen

* Modelos relacionados em ordem alfabética

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login