Voltar
Inovação

Bosch e Grupo PVT se unem em prol da gestão inteligente do tráfego

Tecnologias das empresas ajudarão a melhorar a qualidade do ar e a reduzir as emissões dos congestionamentos

14/05/2021 - 3 minutos, 24 segundos


Foto: Getty Images

O constante crescimento da frota de automóveis circulando nas grandes cidades do mundo e a demanda de transportes coletivos e de carga trouxeram a reboque o aumento das emissões de CO2 e o consequente agravamento da poluição do ar. A mobilidade urbana sustentável é a solução para o equilíbrio entre os avanços tecnológicos e o meio ambiente. 

Leia mais:
Veículos híbridos: como funciona sua tecnologia?
Como será o carro do futuro? 
Como a tecnologia colabora para um trânsito mais seguro

Quanto mais crescem, menos sustentáveis as cidades são, uma vez que as fontes de emissão se multiplicam. Isso afeta a qualidade do ar e da vida das pessoas. Na América Latina, por exemplo, os meios de transporte figuram entre os maiores vilões nas emissões de gases de efeito estufa. Não é à toa ser tão urgente aliar estratégias de mobilidade com as de sustentabilidade.

Atenta a esse problema, a Bosch adota uma medida que ajudará a solucionar e deixar o ar mais puro. A empresa se associou ao Grupo PTV, líder global do mercado de software para mobilidade e transporte, com o objetivo de melhorar a qualidade do ar e reduzir as emissões geradas pelos congestionamentos. 

Redução das emissões

A Bosch é a primeira fornecedora automotiva a se juntar às metas baseadas na ciência, com a finalidade de reduzir os níveis de CO2 em 15% até 2030. A parceria junta o know-how da empresa no trabalho de mensuração, modelagem e análise de dados com o conhecimento em planejamento e simulação de tráfego da PTV.

Com a gestão inteligente de tráfego, será possível fornecer às cidades alguns caminhos na direção de conciliar mobilidade e qualidade do ar de forma eficiente. A ação pioneira será capaz de ajudar mais de 2 mil clientes em potencial, localizados em aproximadamente 120 países.

A parceria já produziu dados precisos sobre emissões, que agora estão disponíveis no software de simulação PTV Vissim. A geração é feita por meio da plataforma da Bosch Air Quality, baseada em informações detalhadas de tráfego. No PTV Vissim, os planejadores de tráfego conseguem ver como as diferentes mensurações do trânsito – como o controle de sinal adaptado – afetam nas emissões do veículo e a qualidade do ar.

“A implantação de práticas que melhoram a qualidade do ar tem um papel importante e requer dados precisos e simulações da propagação dos gases”, afirma Christian Stach, vice-presidente executivo da divisão de Powertrain Solutions da Bosch. “Nossa atuação cria uma base para a melhoria da qualidade do ar a longo prazo, por meio do controle do tráfego.”

Plataforma de dados compartilhada

Para Christian U. Haas, CEO do Grupo PTV, ar mais limpo é vital para formar áreas urbanas habitáveis e sustentáveis. “Bosch e PTV podem capacitar as cidades para tomar decisões assertivas e melhorar efetivamente a qualidade do ar”, acrescenta. 

As duas empresas vêm planejando outras medidas inovadoras, que abastecerão uma plataforma de dados compartilhada. As informações de emissões geradas por inteligência artificial (IA) serão integradas a partir da nuvem da Bosch nas várias soluções de software da PTV. 

Não é só. Um time de especialistas está trabalhando em um “painel da cidade” holístico, permitindo que os usuários visualizem em tempo real os dados da qualidade do ar. Isso ajudará a tratar aspectos dentro do conceito de “cidade inteligente”, como localização ideal das estações de recarga, soluções de mobilidade sustentável e transporte de mercadorias na última milha.

A Bosch também está envolvida em outras soluções tecnológicas para beneficiar o meio ambiente. Ela conta com a AIoT, utilizando dados de inteligência artificial e internet das coisas (IoT). Segundo cálculos da companhia, as 400 unidades da empresa ao redor do mundo são neutras em carbono desde 2020, tornando-se a primeira indústria com operações globais a atingir o marco de zero emissões de carbono em relação à energia que produz.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login