Inovação

Por meio de parcerias, Veloe quer crescer no segmento B2B2C

Com tecnologias que vão além da tag de pagamento, empresa tem soluções que possibilitam aos clientes B2B ofertar serviços de mobilidade ao consumidor final

2 minutos, 18 segundos de leitura

27/04/2022

Por: Veloe, Estadão Blue Studio

O interessante é que essas ofertas de serviços de mobilidade também ajudam a alavancar os negócios dos clientes B2C”, diz Petrus Moreira, da Veloe

Embora seja mais conhecida pela tag de pagamento para o consumidor final, a Veloe quer ampliar sua atuação também no segmento B2B. Para isso, a empresa especializada em mobilidade tem investido em parcerias com fintechs, seguradoras e varejistas.

O objetivo é aproveitar a expertise da Veloe para permitir que essas empresas agreguem valor às suas marcas e ofertem mais serviços aos clientes finais. “Estamos falando do futuro da mobilidade, a tendência de mobility as a service (MaaS), ou seja, a mobilidade como serviço”, explica o superintendente de Produtos B2C e B2B2C da Veloe, Petrus Moreira.

Com mais de 50 parcerias ativas, a Veloe já oferece pagamento facilitado a estacionamentos automatizados, por meio da sua tag. “Ampliamos também para estacionamentos informatizados, quer dizer, que não têm cancela, mas permitem o pagamento por meio da integração do sistema do local com o da Veloe”, destaca ele. A Veloe pretende ofertar diversos serviços e se tornar uma espécie de carteira digital de mobilidade. “Independentemente do device, podemos oferecer soluções de mobilidade tanto para o consumidor final como para parceiros PJ que desejam ter serviços de mobilidade para seus clientes”, diz o executivo.

Como exemplo, cita a implantação do pagamento de abastecimento em postos de diversas bandeiras, iniciado no fim de 2021, por enquanto ainda em São Paulo. “O cliente informa a placa do veículo ao frentista e autoriza o pagamento por meio do app da Veloe nos postos credenciados”, exemplifica. Recentemente, a empresa também lançou o serviço de pagamento de tributos, como IPVA, multas e taxa de licenciamento, entre outros, tudo de forma simples, por meio do app Veloe. Tanto o abastecimento quanto o pagamento de tributos ainda não estão funcionando com os parceiros, mas a implantação está em estudo.

Parcerias flexíveis

As soluções da Veloe podem ser ofertadas pelas empresas parceiras aos clientes finais. Além disso, as parcerias podem ser cobranded, caso dos acordos com os bancos BTG e Digio, por exemplo, em que toda a estrutura de atendimento e o aplicativo são da Veloe, ou white label, na qual essa parte da cadeia fica por conta do contratante, como C6 Bank. “Entretanto, por meio de parcerias white label, as empresas podem integrar essas soluções aos seus produtos. Temos um API de integração que dá mais comodidade ao consumidor, já acostumado com a experiência no app do banco, como é o caso do C6 Bank.”

“O interessante é que essas ofertas de serviços de mobilidade também ajudam a alavancar os negócios dos clientes finais. Muitos optam pelo C6 Bank por causa da tag, já inclusa no pacote de serviços”, afirma Moreira.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login