Voltar
Inovação

Tecnologia pode aliviar pressão sobre as vias urbanas

Cidades americanas e seus sistemas inteligentes de gerenciamento de tráfego pouparam US$ 4,7 bilhões

29/09/2020 - 2 minutos, 20 segundos


Houston poupou dinheiro com sistemas inteligentes para monitorar o trânsito. Foto: Getty Images

Seja em São Paulo ou em conhecidas cidades europeias, como o uso eficiente da tecnologia no trânsito, tanto em sistemas mais sofisticados quanto em aplicativos de mobilidade individuais, como o Waze e o Google Maps, está ajudando as cidades americanas a poupar bilhões de dólares por ano.

Leia mais:
As causas e soluções para os engarrafamentos no Brasil
Dez dicas para pilotar na chuva
Aplicativos colocam utilização de carro na ponta do lápis

Análise apresentada por um pesquisador da Universidade de Houston indica que o uso inteligente de sistemas de monitoramento do trânsito pode até limitar a necessidade que os gestores públicos têm de construir mais e mais ruas e avenidas nas cidades em um intervalo de tempo cada vez menor.

“A tecnologia tem potencial para ajudar a sociedade e auxiliar na tomada de decisão sobre um melhor gerenciamento da infraestrutura viária, retirando, dessa forma, pressão no uso das ruas”, afirma Paul Pavlou, principal autor do trabalho publicado na revista científica Information Systems Research.

Ganho econômico, social e ambiental

De acordo com o grupo de pesquisadores, formado também por Aron Cheng, da Escola de Economia de Londres, e Min-Seok Pang, da Temple University na Filadélfia, o ganho econômico, social e ambiental que a tecnologia de tráfego pode gerar é bastante relevante.

O trio analisou os dados gerados por tecnologias inteligentes de transporte urbano usadas em 99 áreas urbanas americanas. A lista inclui Chicago, Los Angeles, Atlanta, Nova York, Houston, Dallas e Washington.

A compilação abrangeu duas décadas, de 1994 a 2014. Segundo Pavlou, apenas na questão financeira, houve uma economia da ordem de US$ 4,7 bilhões em um ano para as cidades.

Sem sistemas inteligentes de tráfego, afirmam os pesquisadores, esse dinheiro seria perdido devido a queda de produtividade das pessoas presas nos congestionamentos. A quantidade de horas poupadas por milhões de pessoas que deixaram de ficar no trânsito é da ordem de 175 milhões, informa o trabalho.  

Serviços online de informação de tráfego

De acordo com os pesquisadores, o uso da tecnologia pode ser ainda mais eficiente se houver uma combinação de fatores. Os motoristas precisam usar cada vez mais serviços online de informação de tráfego, e os governos devem incorporar mais funções avançadas em seus sistemas de monitoramento.

Nos Estados Unidos, as grandes cidades têm o número de telefone 511 à disposição dos cidadãos que queiram obter notícias atualizadas dos congestionamentos nas áreas em que vivem. 

Para Pavlou, as análises sugerem alternativas à solução de simplesmente construir mais e maiores rodovias para absorver o crescimento da população e do tráfego. “Usar sistemas tecnológicos em larga escala em conjunto com aplicativos de tráfego em tempo real é mais barato e mais eficiente do que apenas gastar dinheiro para expandir e manter os sistemas viários”, afirma.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login