Voltar

Embaixadores

Paulo Miguel Junior

Presidente do Conselho Nacional da ABLA (Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis).

Meios de transporte

Mobilidade urbana em meio ao novo vírus

A higienização é prática corrente nas locadoras, com álcool etílico hidratado 70º e cloro para a limpeza dos pontos de contato internos como maçanetas, bancos, volantes, apoios de braço, cintos de segurança e outras superfícies

17/04/2020 - 2 minutos, 21 segundos


locadora-de-veiculos
Banco de Imagens ABLA - Crédito: Haidan.

Não há como negar que o deslocamento das pessoas, mesmo que em menor escala, segue indispensável para garantir acesso às atividades essenciais, incluindo idas a farmácias, supermercados, hospitais e postos de saúde. Não menos importante é a necessidade de ir e vir dos médicos, enfermeiros e de todos os profissionais de atividades essenciais que estão trabalhando no cuidado da população e para a contenção da pandemia.

Leia mais:
Motorista de aplicativo, essa conversa é com você
Carro alugado, alternativa cada vez mais presente para garantir mobilidade
Fabricantes investem em locação de veículos

A mobilidade das pessoas por meio de automóveis evita aglomerações verificadas em modais coletivos e isso faz muita diferença no contexto em que o Brasil se encontra.

Relevante para determinadas situações de emergência em deslocamentos inevitáveis, o aluguel de veículos favorece o princípio do distanciamento de multidões e assim também contribui para minimizar a contaminação e a propagação da covid-19.

11 mil empresas de locação

Há quase 11 mil empresas de aluguel de carros no Brasil e, como players da mobilidade, boa parte dessas locadoras já tem sido responsável por também fornecer veículos para uso como ambulâncias, viaturas policiais e para motoristas de aplicativos.

Aliás, especificamente sobre o transporte de aplicativos, as empresas do setor se transformaram nas principais parceiras do modal, uma vez que são a alternativa mais viável para os motoristas que não possuem veículo próprio.

Neste atual momento, outro fator a ser considerado é a colaboração com a proteção das pessoas, na medida em que o setor de locação trata com profissionalismo o cumprimento dos altos padrões de higiene dos veículos, determinados em razão da covid-19.

A higienização é prática corrente nas locadoras, com álcool etílico hidratado 70º e cloro para a limpeza dos pontos de contato internos como maçanetas, bancos, volantes, apoios de braço, cintos de segurança e outras superfícies.

Atividade essencial

Protocolos de higienização ainda mais profundos e frequentes também são adotados para redobrar os cuidados com a prevenção da saúde dos clientes e colaboradores, com foco em assegurar o bem-estar. Trata-se de colocar a locação de automóveis como uma das mais fortes aliadas ao esforço coletivo para a contenção da propagação da pandemia.

Isso tudo implica nos governos considerarem a locação de veículos como atividade essencial, que atende às necessidades inadiáveis de mobilidade e pode dar apoio ao poder público, às corporações e boa parte da comunidade brasileira, que, embora com restrições, tem necessidades inadiáveis de locomoção.

Mesmo com a queda de receitas em razão da redução das nossas atividades, não temos medido esforços para que as locadoras sigam relevantes para mobilidade em tempos de crise. Podem contar conosco.

Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião do Estadão

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login