Voltar

Conteúdo original Jornal do Carro

Meios de transporte

Ducati Panigale V4 S 2020 chega ao Brasil por quase R$ 130 mil

Ducati Panigale V4 S é apresentada por meio de live e inova com melhorias mecânicas e aerodinâmica retrabalhada herdada da MotoGP

Diego Ortiz

23/07/2020 - 1 minuto, 57 segundos


Ducati Panigale V4S 2020 contorna curva
Superesportiva italiana tem motor de quatro cilindros em "V" de 1.103 cm³ de capacidade e 217 cv de potência máxima
Continua depois da publicidade

Leia mais:
Podcast Delivery #14: Motos ajudam a salvar vidas
Marcas apelam para o emocional em séries especiais de motos
Triumph confirma nova moto naked para 2021; conheça

A Ducati lança no Brasil a linha 2020 da Panigale V4 S. A moto italiana tem preço sugerido de R$ 129.990 e é oferecida exclusivamente na cor vermelha. Desenvolvida em conjunto pela Ducati Corse, a divisão de competição da marca, e o Centro Stile Ducati, o modelo manteve o visual, mas ganhou aerodinâmica da irmã V4 R.

Além de para-brisa e carenagem maiores, a moto traz apêndices derivados da GP16, que disputa a MotoGP. Os extratores de ar laterais são novos e, segundo informações da Ducati, aumentaram a velocidade da passagem de ar pelos radiadores de água em 5% e de óleo em 16%. Isso aumenta a eficiência da moto.

Com motor V4 de 1.103 cm³ (derivado do MotoGP) e 217 cv a 13.000 rpm e 12,6 mkgf de torque a 10 mil rpm, a moto, que pesa 175 kg, pode passar dos 300 km/h. Isso é resultado das atualizações feitas nos mapas do acelerador eletrônico. A entrega de potência também ficou mais linear.

O motor da Panigale V4 S é o único no segmento (de esportivas) a ter a configuração de 90° V. E a usar tecnologias como o virabrequim contra a rotação e a ordem de ignição de ‘pulso duplo’. Isso garante mais agilidade na mudança de direção e estabilidade na estrada.

A Panigale V4 S 2020 teve as suspensões recalibradas para refinar o equilíbrio. O objetivo era melhorar a  rigidez do conjunto, bem como o centro de gravidade e o ângulo de ataque da corrente de transmissão. Isso aprimorou as respostas em curvas. O sistema também filtra as irregularidades do piso de forma mais eficiente.

Sopa de letrinhas na Panigale V4 S

A lista de tecnologias é grande e inclui dispositivos que controlam arrancada, tração e freio motor. Outros destaques são os freios antitravamento com Cornering EVO (funciona com a moto inclinada). Já o DTC (Ducati Traction Control melhora significativamente o controle da potência na saída da curva).

O DQS (Ducati Quick Shift) EVO 2 reduz o tempo nas passagens de marcha para cima. Isso garante mais esportividade em altas rotações. Também aumenta a estabilidade das trocas em acelerações bruscas e curvas.

Há ainda o pacote DSC (Slide Control), DWC (Wheelie Control) EVO, DPL (Power Launch), DQS (Quick Shift) EVO 2 e EBC (Engine Brake Control) EVO.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login