Meios de transporte

Museu conta a história de motos e bikes

Centro Cultural Movimento, em Socorro (SP), tem um dos maiores acervos do País

4 minutos, 33 segundos de leitura

05/12/2021

Objetivo do museu é contar a história de 120 anos das motos e bikes do Brasil. Fotos: Divulgação Shalon Photos e BMW Motorrad

Localizada na região conhecida como Circuito das Águas Paulista, a cidade de Socorro inaugurou o primeiro museu do Estado de São Paulo dedicado a veículos de duas rodas. Batizado de Centro Cultural Movimento, o museu se propõe a resgatar a história das motos e bicicletas no Brasil.

Sediado na Antiga Estação Ferroviária da cidade, que passou por uma reforma que manteve a arquitetura original do prédio histórico de 1909, o Centro Cultural Movimento (CCM) abriu suas portas ao público, em 12 de novembro, com um grande acervo de modelos de motos e bicicletas clássicas lançadas no País nos últimos 120 anos.\

Além dos veículos, a maioria cedida por colecionadores e apoiadores do projeto, o museu apresenta também uma infinidade de objetos, como fotografias antigas e documentos originais – entre eles, pedidos de patentes, propagandas de época e anúncios em classificados.

Esporte em duas rodas

Além de veículos de duas rodas, museu tem equipamentos de segurança, fotos e documentos históricos.

O acervo inclui um espaço dedicado à história das competições de moto e bicicleta no Brasil, em que os visitantes podem acessar a Sala dos Troféus, rever reportagens históricas, além de conhecer as roupas e os equipamentos de pilotagem utilizados ao longo de mais de um século.

Entre algumas das raridades expostas no museu, estão o título do Trofeo Real Consul D’Itália, de 1937, conquistado pelo piloto Luiz Bezzi de Santos, e a réplica da Mobilette de Alex Barros, em sua estreia na motovelocidade, aos 7 anos, e da Puch campeã paulista de ciclomotores de 1978, com José Escalona.

“A história do motociclismo brasileiro possui alguns heróis e feitos impressionantes. A gente tem as vitórias do Alexandre Barros e os 21 anos dele em Mundiais (MotoGP e SBK). Foram oito vitórias e mais de 40 pódios. Tivemos Marco Antônio Greco, que disputou MotoGP, Fórmula Indy e 500 Milhas de Indianápolis; o título de Eric Granado, no Europeu de Moto2; a vitória de Adu Celso, no Mundial de 1973; e Antônio Jorge Neto, que venceu Daytona em 1983”, destacou Carlãozinho Coachman, idealizador e curador do Centro Cultural Movimento.

Triumph da Primeira Guerra

Porém, as principais atrações ficam mesmo no Salão Nobre, espaço multiuso que abriga as exposições permanentes e temporárias do museu, com as motos e bicicletas que marcaram a história do setor de duas rodas no País.

No local, o visitante pode acompanhar o desenvolvimento cronológico das motos e bicicletas em uma linha do tempo formada por documentos que retratam mais de um século. Os fãs das duas rodas verão modelos clássicos, alguns fabricados no final do século 19 e início do 20, como o das marcas Zundapp e Matchless.Outros dois modelos em especial, expostos no museu, tiveram papéis significativos e influenciaram a geopolítica mundial, cada um defendendo um lado. Caso da Triumph Type H, de 1915, também conhecida por Trusty.

OFERTAS 0KM

O modelo foi utilizado na Primeira Guerra Mundial (1914-1918) pelas tropas de comunicação britânicas para levar informações à frente de batalha dos Aliados. Já a BMW R35, de 1938, foi escolhida por Hitler para os deslocamentos do Exército alemão, na Segunda Grande Guerra (1939-1945).

Além das citadas, é possível conferir algumas raridades que fizeram história, incluindo modelos da Honda, Yamaha, Lambretta, Norton, Vespa, entre tantas outras.

moto da bmw rara
Museu da BMW, em Curitiba (PR), reúne 40 exemplares de motos da marca alemã e é um dos maiores acervos particulares do mundo.

“Os erros não devem ser esquecidos e são boas lições. Os acertos, os ídolos, os heróis e as conquistas serão lembrados e servem de inspiração. Somos parte de uma corrente que liga o passado, o presente e ajuda a moldar o futuro. Se mantivermos acesa a chama, o fio da história não se perde”, concluiu Coachman.  (A.C.)

Para quando você for

Centro Cultural Movimento

Endereço: Antiga Estação Ferroviária, Praça Rachid José Maluf, 83, Socorro (SP)
Ingressos
: R$ 20
Horários:
quartas e quintas-feiras, das 10h às 18h, sextas e sábados, das 10h às 20h, e domingos, das 9h às 17h
Site: https://www.centroculturalmovimento.com.br/

Outros museus de moto

Existem ainda vários espaços dedicados às motos. Veja dois exemplos e programe a viagem para conhecê-los.

Museu da Moto, Tiradentes (MG)

Inaugurado em 2016, o Museu da Moto fica próximo à estação ferroviária na charmosa cidade mineira. Conta com um acervo de cerca de 100 motos nacionais e importadas de extrema relevância à cultura motociclística. Destaque para a FN, de 1909, com sidecar feito em vime, e também para a primeira Honda CG 125, que completa 45 anos em 2021. Mais informações, acesse a página do museu no Facebook: https://www.facebook.com/museudamotomg/.

BMW Motorrad Museum, Curitiba (PR)

Aberto em 2011, a coleção particular de motocicletas BMW é considerada uma das cinco principais do mundo em termos de tamanho e representatividade dos modelos expostos. Hoje, o acervo ocupa um espaço de 700 m², divididos em dois andares, onde estão cuidadosamente posicionadas 40 motocicletas BMW, desde o primeiro modelo, a R 32, de 1923, até a revolucionária C 1, de 2000. Só abre para grupos fechados e com agendamento prévio.

Informações e visitas, acesse: www.colecaobmwcuritiba.com.br.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login