Buscando sugestões para:


Patrocinio Dunlop Patrocinio Dunlop
Meios de transporte

Ônibus noturno: veja como se deslocar por SP durante a madrugada

Capital paulista conta com mais de 150 linhas que operam da meia-noite às 4h

2 minutos, 49 segundos de leitura

09/06/2022

Por: Redação Mobilidade

ônibus noturno
É possível usar aplicativos para ver o horário de chegada dos ônibus em tempo real. Foto: Getty Images

Você sabia que São Paulo possui ônibus noturno? Ao todo, são mais de 150 linhas que operam da meia-noite às 4h na capital paulista.

De acordo com a SPTrans, que gerencia o sistema de transporte na cidade, os principais trajetos da cidade estão cobertos. Assim, é possível fazer de ônibus os percursos do metrô, quando as estações se fecham.

Além disso, alguns bairros mais distantes do centro também entram na lista de locais atendidos pelo serviço. Ainda segundo a SPTrans, as principais atividades noturnas da cidade estão cobertas.

Ônibus noturno tem integração?

Não só os ônibus noturnos aceitam os meios de pagamento convencionais (cartão e dinheiro), como oferecem integração. Afinal, são veículos do transporte público diurno que operam por mais tempo.

Então, é possível usar o serviço como uma rede de transporte. Além desse tipo de integração, cada linha passa em pelo menos um terminal.

Segundo a SPTrans, os locais de conexão são sinalizados e iluminados. Assim, o usuário pode saber de forma rápida se o ônibus noturno passa por aquele ponto ou não.

Em geral, há uma placa explicando que no local passa a “Rede de Ônibus da Madrugada – NOTURNO”.

Itinerários dos ônibus noturnos

Na cidade, existem linhas de ônibus noturnos que ligam os bairros a um terminal de integração. Neste caso, elas possuem trajetos circulares.

Dessa forma, o objetivo é atender os principais pontos de interesse dos bairros na madrugada.

Por sua vez, as linhas chamadas estruturais ligam dois terminais. Porém, elas possuem trajetos mais curtos.

No caso destas linhas, os ônibus noturnos passam por corredores e vias importantes de São Paulo. Embora sejam mais curtas, elas também podem interligar regiões da cidade.

Por exemplo, algumas das linhas noturnas passam pelos terminais Lapa, Parque Dom Pedro II, Pirituba, Cachoeirinha, entre outros. Já as estações de metrô atendidas são Barra Funda, Tucuruvi, Santana, Vila Madalena, Itaquera, Belém, Butantã, Vila Mariana e Jabaquara.

No site da SPTrans tem a lista completa de linhas e itinerários. No endereço, também é possível ver um mapa com as regiões atendidas pelos ônibus noturnos.

Assim, é possível se programar para andar em São Paulo de transporte público após a meia-noite. Em geral, a partir deste horário as estações do metrô e da CPTM já estão fechando e a única opção com um preço baixo é o uso de ônibus.

Vale a pena andar de ônibus noturno em SP?

Se a intenção é economizar, vale a pena! Quem opta pelo transporte por aplicativo paga no mínimo entre R$ 6,50 e R$ 7 por uma corrida. Contudo, o valor aumenta de acordo com a distância.

Já ao andar de ônibus, mesmo que seja na madrugada ou por um trajeto longo, o passageiro paga apenas o valor estipulado. A tarifa na capital paulista está em R$ 4,40.

Também é possível usar aplicativos para ver o horário de chegada dos ônibus em tempo real. Com isso, a espera pode ficar menor e mais segura.

Entre as ferramentas gratuitas estão o Moovit, CittaMobi, Quicko e o Cadê o Ônibus. Com elas, também é possível criar trajetos e ver qual a melhor forma de se locomover por São Paulo.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login