Buscando sugestões para:


Meios de transporte

Estudo: 1 em cada 4 ciclistas do País usa a bike há menos de 2 anos

Mais amplo estudo sobre o modal feito no Brasil revela hábitos e motivações dos ciclistas

3 minutos, 46 segundos de leitura

13/04/2022

Por: Daniela Saragiotto

Trabalho é o principal deslocamento de quem pedala em todo o Brasil; já escola/faculdade fica na quarta posição, com 15,4% das respostas. Foto: Getty Images

Realizada desde 2019, a pesquisa nacional Perfil do Ciclista 2021 acaba de divulgar seus resultados, dados que retratam as necessidades de quem pedala em todo o Brasil e podem servir de subsídios para políticas públicas com foco no modal. Implementado pela organização Transporte Ativo e pelo Laboratório de Mobilidade Sustentável da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Labmob-UFRJ), o estudo contou com mais de 180 pesquisadores, que atuaram entre setembro e novembro de 2021.

No Rio de Janeiro, apenas 8,8% das pessoas que pedalam têm renda entre um e dois salários mínimos, abaixo da média nacional de 26,7%. Foto: Getty Images

Foram feitas entrevistas com mais de 10 mil ciclistas, em 16 cidades* do País, de diferentes tamanhos: pessoas, a partir de 12 anos de idade, que usam a bike uma vez por semana ou mais e que foram abordadas pedalando, empurrando ou estacionando o veículo.

“Como aperfeiçoamento dessa edição, lançamos o painel de controle, que facilita a comparação dos dados entre as cidades. Notamos que a consciência ambiental vem crescendo a cada ano, embora ainda seja muito baixa para as necessidades dos tempos atuais”, diz Zé Lobo (à esq.), diretor-presidente da Transporte Ativo e coordenador da pesquisa. Foto: Divulgação Transporte Ativo

Confira no gráfico abaixo os dados que refletem a situação do País. De acordo com o coordenador, os dados – 10 mil entrevistas e cerca de 200 mil respostas – permitem várias leituras do tema. “As possibilidades são muitas e cada gestor, estudante, pesquisador ou curioso tem a oportunidade de fazer cruzamentos que atendam a seus interesses e objetivos. Acreditamos que essa pesquisa é fundamental para a produção de conhecimento sobre o uso da bicicleta e também para sua promoção como modo de transporte eficiente, saudável, seguro e ambientalmente correto”, diz Lobo.

Reforço inesperado

O Perfil do Ciclista 2021 também avaliou as mudanças no uso da bike nos dois últimos anos. “Dentre os entrevistados, 26%, ou, praticamente, um em cada quatro usa a bicicleta como meio de transporte há menos de dois anos, ou seja, começaram a pedalar para seus deslocamentos no dia a dia durante a pandemia”, explica o coordenador.

Segundo ele, no universo dos que já pedalavam antes da covid-19, 52% tiveram seus deslocamentos pelo modal alterados de alguma forma e 37% aumentaram o uso de bicicletas. “Esse é um impulso muito importante para que se possa alcançar alguns dos objetivos do desenvolvimento sustentável, como cidades e comunidades sustentáveis, vida saudável, combate às alterações climáticas, energia limpa e, é claro, uma mobilidade mais eficiente e segura em nossas cidades”, finaliza.

Fonte: Perfil do Ciclista Brasileiro, 2021. * Cidades que participaram do estudo: Belém (PA), Botucatu (SP), Brasília (DF), Cabo Frio (RJ), Campo Grande (MS), Campos dos Goytacazes (RJ), Ilhabela (SP), Maceió (AL), Mogi das Cruzes (SP), Niterói (RJ), Petrópolis (RJ), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP)

Principais destinos:

Trabalho: 75,4%
Social: 63,6%
Compras: 50,6%
Escola/Faculdade: 15,4%

Motivação para pedalar

Rapidez/praticidade: 35,4%
Saúde: 30,5%
Custo: 23%
Consciência ambiental: 4,7%
Outros: 6,1%
Sem resposta: 0,4%

Estímulo para pedalar mais

Infraestrutura: 55,6%
Segurança no trânsito: 26,8%
Segurança pública: 7,3%
Outros: 6,2%
Arborização/sombreamento: 2,5%
Sem resposta: 1,6%

Fonte: Perfil do Ciclista Brasileiro, 2021

Transporte Ativo é apoiador institucional do Parque da Mobilidade Urbana (PMU), que acontecerá entre 23 e 25 de junho, em São Paulo. Para saber mais, acesse parquedamobilidadeurbana.com.br

Conheça os resultados regionais do Perfil do Ciclista 2021

  • Em Belém (PA), 94,8% dos entrevistados pedalam cinco ou mais vezes por semana, bem acima da média nacional, de 51,2%
  • A maior parte dos ciclistas da capital paulista (62,2%) usa a bike como meio de transporte há menos de cinco anos, indicador acima da média nacional, de 51,2%, que aponta aumento no uso durante a pandemia
  • Em Brasília (DF), 68,5% dos ciclistas pedalam como meio de transporte há menos de cinco anos
  • Porto Alegre (RS) ficou um pouco acima da média nacional, em relação à consciência ambiental, com 5,8% dos respondentes pedalando, principalmente, por esse motivo
  • No Recife (PE), menos de 50% dos entrevistados estão na faixa entre 25 e 34 anos, um fato relativamente raro nas capitais (média é de 53%)
  • No Rio de Janeiro (RJ), apenas 8,8% dos ciclistas têm renda entre um e dois salários mínimos, por mês (a média nacional é de 26,7%)
  • Já Salvador (BA) se mostra bem diferente do Rio de Janeiro nesse aspecto, com 43,8% dos entrevistados recebendo, mensalmente, entre um e dois salários mínimos, por mês.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login