Voltar
Meios de transporte

Summit Mobilidade Urbana 2020 debate caminhos para inclusão e democratização do acesso às cidades

Pesquisadores, autoridades, ativistas e representantes do setor integram a
programação do evento

06/08/2020 - 3 minutos, 18 segundos


Na foto transito na Maginal Tietê no sentido da zona leste próximo ao acesso que esta interditado.
Evento discute como melhorar a mobilidade nas grandes cidades. Na foto, congestionamento na Marginal Tietê, em São Paulo. Foto: Werther Santana/Estadão

Soluções para evitar congestionamentos, qualificar o transporte público e promover um ecossistema de mobilidade mais eficiente, acessível, inclusivo e sustentável estão entre os principais assuntos a serem discutidos no Summit Mobilidade Urbana 2020 com o tema “Inovar para incluir: Novos caminhos para que as cidades sejam mais diversas e democráticas”.

Leia mais:
Summit Mobilidade Urbana 2020 já está no ar
Tipo de energia pode anular ganho ambiental do carro elétrico
Por que adiamos o Plano de Mobilidade Urbana?

Em uma programação abrangente com lideranças políticas e dezenas de especialistas brasileiros e internacionais, o evento mais importante do setor no País – realizado pelo Estadão em parceria com a 99acontece na próxima quarta-feira, 12, com transmissão online e gratuita.

A dificuldade de se locomover nas grandes cidades é hoje um dos problemas mais urgentes da agenda pública, pois reflete diretamente na qualidade de vida e na produtividade dos cidadãos. Segundo pesquisa divulgada em 2019 pelo Instituto Ipsos nas capitais e regiões metropolitanas, a população gasta, em média, 32 dias por ano no trânsito.

O resultado é um desperdício anual que, em 2022, deve chegar a R$ 160 bilhões, de acordo com o Sistema Firjan, considerando apenas São Paulo e Rio de Janeiro. Para Pâmela Vaiano, diretora de comunicação da 99 e uma das convidadas dos painéis desta edição, discutir saídas de locomoção urbana pode ajudar a diminuir desigualdades sociais.

“A democratização da mobilidade é a forma de tornar as oportunidades e as experiências nas cidades mais igualitárias”, defende Pâmela. “Estou entusiasmada por ver que o Summit Mobilidade tem evoluído cada vez mais e, neste ano, abriu espaço para que toda a população participe e debata temas tão fundamentais.”

O tema que abrirá o evento será os impactos do coronavírus, que, entre as mais diversas frentes, atingiu também o trânsito em escala global.

Presenças internacionais

Continua depois da publicidade

A executiva chinesa Jean Liu, presidente da Didi Chuxing, a principal plataforma de transporte do mundo, falará sobre a experiência de mobilidade da empresa e a nova relação dos chineses com o transporte público desde a pandemia.

Liu é uma das lideranças femininas mais prestigiadas do setor. Em 2018, ela foi destaque nas listas de mulheres mais poderosas do mundo das revistas Fortune e Forbes.

Outra participação internacional deste Summit é o arquiteto americano Ken Kruckemeyer. Ex-pesquisador do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) e da Universidade de Harvard, Kruckemeyer é membro fundador da WalkBoston e da Liveble Streets Alliance, organizações premiadas que se dedicam a criar formas de tornar os espaços urbanos mais inclusivos e agradáveis para os pedestres.

Desenvolve projetos para diversas cidades em todo mundo com foco na melhoria da mobilidade urbana por meio de conexões modais mais eficientes.

Segurança e diversidade

A inclusão dos pedestres e dos meios alternativos de transporte na mobilidade urbana serão discussões bem presentes nesta edição do evento. No painel “Garantir segurança a todos e todas”, Bruno Mahfuz, fundador do Guiaderodas, empresa de tecnologia e acessibilidade premiada pela ONU, entre outros convidados, falarão sobre os perfis de pessoas mais vulneráveis no uso dos transportes e como democratizar o
acesso.

O enfrentamento a desigualdades sócio-espaciais, criando maneiras de reduzir distâncias e ampliando oportunidades de emprego, estudo e moradia serão os pontos abordados na palestra da cicloativista pernambucana Thuanne Fonsêca Teixeira, coordenadora da Ameciclo (Associação Metropolitana de Ciclistas do Grande Recife).

O assunto também será tópico de debate entre a jornalista Pâmela Vaiano, da 99, do advogado Cid Torquato, secretário municipal da pessoa com deficiência de São Paulo, do internacionalista Guilherme Braga, coautor da pesquisa “Mapa da Desigualdade 2020”, e do cientista social Vitor Del Rey, presidente do Guetto (Gestão Urbana de Empreendedorismo, Trabalho e Tecnologia Organizada).

O Summit Mobilidade Urbana 2020 terá início às 9h30, com transmissão ao vivo. A programação completa e o link para participar do evento estão disponíveis no site.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login