Mobilidade para quê?

A capital latino-americana do aluguel de carros

“O aluguel de carros é um catalisador de tecnologias e de inovações, envolvendo startups e novas formas de precificação e de pagamento das diárias”

2 minutos, 18 segundos de leitura

06/10/2021

Foto: Getty Images

Entre 19 e 21 de outubro, a cidade de São Paulo vai se transformar numa espécie de capital latino-americana do aluguel de veículos, pois sediará o principal fórum internacional do setor de locação a ser realizado no Brasil.
Ainda que no formato online, em função das medidas de segurança e distanciamento necessárias, vamos reunir empresários e dirigentes de locadoras, montadoras, bancos, fornecedores de produtos e serviços e líderes de entidades nacionais e internacionais do turismo e da indústria automotiva.

O tema central, ‘a reinvenção da liberdade de ir e vir’, já está diretamente relacionado ao atual momento da mobilidade urbana, em tempos de pandemia. Passa pelo aprofundamento da discussão sobre impactos para o aluguel de carros em termos de demanda, reconfiguração e crescente cultura no uso em substituição ao desejo de posse. 

Mercado em aquecimento

Fato é que a locação de veículos vive em efervescência, no Brasil e no mundo. Temos mais pessoas em busca de soluções acessíveis e viáveis para fugir de aglomerações em modais coletivos de transporte, e o aluguel de carros se torna um catalisador de tecnologias e de inovações, envolvendo startups e novas formas de precificação e de pagamento das diárias, entre outras mudanças que batem à porta do setor.

Nesse sentido, no fórum internacional, está prevista uma masterclass específica sobre a eletrificação de frotas, com tudo o que diz respeito a carros híbridos e elétricos nas locadoras. E, por outro lado, os entraves e aspectos espinhosos, como a incidência de impostos sobre a compra de veículos, serão abordados na programação.

O chamado Custo Brasil segue provocando distorções entre os cenários daqui e do exterior. Não há espaço para quem quer entrar ao setor movido apenas por impulso. Para se manter na atividade, é preciso um alto nível de competência na gestão e um profundo conhecimento de cada um dos fatores que interferem no funcionamento de uma locadora de automóveis.

O crescimento da atividade prova que os empresários que já estão no setor, se aprimoraram, ao longo dos anos, e, hoje, detêm padrões técnicos e qualitativos equivalentes aos internacionais – e isso aumenta a possibilidade de sucesso diante das dificuldades que o negócio impõe.

Temos convicção de que o próximo fórum internacional também deixará esse legado. Ingressar no setor de locação sem os cuidados e conhecimento necessários implica em grande chance de perder tempo e dinheiro. Preparo, atenção e disposição serão cada vez mais as palavras-chave desse braço da mobilidade.

Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião do Estadão

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login