Voltar
Meios de transporte

A Fantic, tradicional marca italiana de motos, agora aposta em bikes elétricas

Focada no mercado premium, a linha tem cinco modelos com preços a partir de R$ 26.900

Arthur Caldeira

24/08/2020 - 4 minutos, 28 segundos


bike-eletrica-issimo-da-fantic
Bike Issimo, linha voltada para uso urbano. Foto: Divulgação Fantic

Fundada em 1968, na região de Varese, norte da Itália, a Fantic ficou famosa por suas motos com motores dois tempos. Mas, de olho nas transformações relacionadas à forma como as pessoas se deslocam, criou, em 2016, uma divisão de bicicletas elétricas, que agora chega ao Brasil.

Leia mais:
Usuários de patinetes pedem mais bom senso e menos regulamentação
Sal grosso, uma liminar e vários protestos: como foi a construção da ciclovia da Paulista
Vai de bike? Estacione com toda a segurança

“Sempre estivemos atentos à evolução na mobilidade urbana e acreditamos que as e-bikes terão papel fundamental nessa área. Além disso, as mountain bikes elétricas estão em franca ascensão”, afirma Raul Fernandes Jr., um dos sócios da 2W Motors, empresa que representa a Fantic no País.

Desde o início da pandemia, o mercado de bicicletas vem registrando crescimento no Brasil. Entre 15 de junho e 15 de julho, as vendas aumentaram 118% em comparação com o mesmo período do ano passado, segundo informações da Aliança Bike, associação brasileira do setor.

E-bikes ganham espaço

O mercado de elétricas vive um momento similar ao das bicicletas tradicionais, informa a Aliança, com vendas aquecidas para modelos de até R$ 4 mil e aumento nas buscas por e-bikes de valores superiores.

“As nossas vendas, entre junho e julho deste ano, foram cerca de 400% superiores ao mesmo período do ano passado”, afirma Alexandre Jaen, gerente comercial da Pedalla, especializada em bicicletas elétricas, que vende modelos de R$ 5 mil a R$ 12 mil.

Construídas com materiais nobres, como quadro em fibra de carbono, e componentes topo de linha, como freios Magura, câmbios Shimano e motores de assistência no pedal da Brose, as e-bikes da Fantic são classificadas como premium.

Voltada ao público mais exigente e endinheirado, a linha da marca tem cinco modelos no Brasil: quatro de mountain bike e um urbano.

Os preços variam de R$ 26.900, no caso da Issimo, que tem rodas aro 20 e pneus balão para uso urbano, até R$ 59.900, no caso da XF1 180 Integra Race, modelo topo de linha voltado para competições de enduro e downhill (leia mais no quadro ao lado).

Segundo Fernandes Jr., as bikes da Fantic têm um preço competitivo em relação às demais marcas premium do mercado. “As baterias contam com uma potência superior, assim como o posicionamento e o torque do motor elétrico são melhores e ajudam na ciclística”, enfatiza.

As e-bikes Fantic estão sendo comercializadas no showroom no bairro de Moema, em São Paulo. Acese aqui para mais informações.

Conheça as e-bikes Fantic

Issimo Urban
Foto: Divulgação Fantic

Única da linha voltada ao uso urbano, a Issimo tem design ousado: as rodas de 20 polegadas usam pneus “largos” para ajudar a transpor obstáculos, como guias e calçadas, e o quadro rebaixado facilita montar na bike até para quem veste roupa social.

O motor elétrico oferece cinco níveis de assistência ao pedal e a bateria promete 120 quilômetros de autonomia.

O câmbio interno Shimano tem cinco marchas e ajuda a encontrar a melhor combinação para enfrentar ladeiras. Freios a disco, painel digital e bagageiro completam os itens de série. Preço: R$ 26.900, à vista.

XF1 Integra 150 Trail
Foto: Divulgação Fantic

Modelo de entrada para as mountain-bikes elétricas da marca italiana, a XF 150 tem quadro de alumínio construído pelo processo de hidroformagem, que aumenta sua resistência, e uma inovação ciclística: usa roda aro 29’’, na dianteira, e 27,5’’, na traseira, como nas motocicletas off-road – especificação que acompanha os outros modelos.

Full-suspension Rock Shox com 150 mm de curso, câmbio SRAM SX de 12 velocidades e freios a disco completam o conjunto. O assento Sella Italia tem regulagem mesmo no modelo de entrada.

O motor elétrico da marca alemã Brose possui diferentes níveis de assistência ao pedal e oferece 90 Nm de torque máximo. A bateria de íons de lítio tem 630 Wh. O preço é de R$ 39.900, à vista.

XF1 Integra 160
Foto: Divulgação Fantic

Na XF1 Integra 160, o destaque é para a versão Carbon que, como o próprio nome diz, tem quadro em fibra de carbono e, portanto, é mais leve.

Além disso, as especificações do freio e das suspensões são superiores, o garfo dianteiro Rock Shox tem mais curso (160 mm) e as pinças dos freios hidráulicos a disco têm quatro pistões para proporcionar uma frenagem mais precisa.

O assento da marca Sella Italia tem ajuste de altura, por meio de um botão no punho esquerdo – o que ajuda o ciclista a se posicionar sobre a bike em descidas e subidas.

No restante, motor elétrico, câmbio e bateria são semelhantes ao da XF 150. O preço parte de R$ 49.900 e a versão Carbon sai por R$ 54.900.

XF1 Integra 180 Race
Foto: Divulgação Fantic

Modelo voltado para competições de Downhill, a XF1 Integra 180 Race traz 180 mm de curso no garfo dianteiro Rock Shox, freios hidráulicos da grife Magura com quatro pistões, rodas Mavic e pneus Maxxis. Seu quadro usinado em CNC é de alumínio para oferecer maior resistência.

Vale destacar também o motor Brose S-Mag, feito em magnésio que pesa apenas 2,8 quilos, e proporciona 90 Nm de torque máximo, ideal para quem pratica ciclismo de montanha. Modelo topo de linha da Fantic, a XF Integra 180 Race tem preço de R$ 59.900.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login