Voltar
Inovação

Goiânia lança primeiro serviço de ônibus coletivo sob demanda da América Latina

Projeto batizado de CityBus 2.0 agenda viagens por meio de um aplicativo de celular

Daniela Saragiotto

09/12/2019 - 2 minutos, 49 segundos


CityBus 2.0 app de transporte coletivo que opera em Goiânia
Viagens coletivas em miniônibus podem ser agendadas por meio de aplicativo. Foto: divulgação.

A popularização dos aplicativos de meios de transporte individuais já começa a ter efeito até mesmo no transporte público coletivo. Em Goiânia, capital do Estado de Goiás, a população de determinados bairros conta há alguns meses com o um serviço de viagens de ônibus sob demanda, acessadas por meio de aplicativo de celular. Batizado de CityBus 2.0, o projeto é considerado o primeiro serviço do tipo em operação comercial na América Latina e é operado pela HP Transportes, concessionária de ônibus da Rede Metropolitana de Goiânia.

Fazem parte do CityBus 2.0 miniônibus que operam de segunda-feira a sábado, das 6h às 23h e percorrem em torno de 50 bairros da capital do Estado de Goiás. Funciona da seguinte forma: o cliente faz o download do aplicativo nas plataformas para sistema Android ou iOS, dependendo do seu modelo de smartphone e em seguida faz seu cadastro. Depois disso, pode solicitar sua viagem e se deslocar para o ponto indicado no APP, onde fará o embarque para utilizar os serviço. Informando o ponto inicial e o destino no aplicativo, essa informação é enviada para o motorista. Daí, é só esperar pelo veículo. Como ocorre com outros aplicativos, a tarifa é flexível de acordo com a distância, começando em R$ 2,50, que é pouco mais da metade do preço cobrado nos ônibus da Grande Goiânia, que é de R$ 4,30. O pagamento da corrida pode ser feito via cartão de crédito ou dinheiro. “O tempo médio de atendimento da solicitação da viagem até o embarque está atualmente em 9,5 minutos”, explica Flavislei Costa, gerente de design de serviços da HP Transportes.

Quarenta miniônibus fazem parte da frota do CityBus 2.0. Foto: divulgação.

Evoluindo com o retorno dos clientes

Os miniônibus do CityBus 2.0 contam com uma série de diferenciais em relação aos demais veículos de transporte coletivo da cidade: ar-condicionado, carregadores de tomada e USB para celulares, portas automatizadas, além de câmeras de segurança para monitoramento dos veículos, motoristas e clientes. O serviço registra atualmente mais de 60 mil clientes cadastrados e tem se atualizado constantemente em busca de novos usuários. “Em nossa mais recente expansão, passamos a abranger os bairros Vila Alpes e Vila Bela, na região sudoeste da Capital. Com isso, mais de 50 bairros estão sendo atendidos ao todo pelo CityBus 2.0, em um perímetro de aproximadamente 43 quilômetros percorridos por 40 miniônibus”, reforça Costa.

Para garantir que o serviço se adapte à rotina da população, as viagens são avaliadas, no final, por seus clientes, o que fornece retornos importantes para que o serviço evolua. E isso pode ser feito tanto pelo próprio aplicativo, ao final da viagem, como por meio de redes sociais como o CITYBUSBR no Facebook, Instagram ou Twiter. Em sua mais recente atualização, a empresa passou a oferecer (desde o dia 20 de novembro) duas possibilidades de dois locais de embarque com tempos estimados de chegada (ou ETA, estimated time of arrival), oferecendo mais opções para os usuários dos miniônibus. “Nós percebemos que vários clientes têm se planejado para realizar suas viagens com o CityBus 2.0 e, por isso, oferecemos mais esse recurso para melhorar a experiência”, afirma Hugo Santana, diretor de Transportes da HP.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login