Voltar

Conteúdo original Summit Mobilidade 2020

Mobilidade para quê?

Táxi voador autônomo é testado pela primeira vez nos EUA

Fabricante chinesa de drones conseguiu autorização para decolar um táxi voador nos Estados Unidos

09/07/2020 - 4 minutos, 2 segundos


A empresa chinesa EHang realizou um voo de teste com um táxi voador autônomo, durante um evento anual para atrair empresas de tecnologia, em Raleigh (Carolina do Norte, Estados Unidos). Mais de uma centena de pessoas acompanharam a demonstração, inclusive o governador do estado norte-americano.

Leia mais:
Conversa sobre veículos autônomos no podcast NST - Especial Mobilidade

O modelo usado no teste, o EHang 216, é alimentado por 16 motores elétricos, pesa 272 quilos e pode transportar outros 272 quilos de cargas ou passageiros, segundo a empresa. O veículo ainda está em seus estágios iniciais de desenvolvimento e deve ser empregado principalmente em viagens turísticas.

Brasil é o país menos preparado para receber carros autônomos

O entusiasmo da Carolina do Norte por novas tecnologias na aviação já é conhecido. O estado foi palco dos primeiros experimentos com aviões realizados pelos irmãos Wright. Em 2019, a Carolina do Norte lançou o primeiro serviço comercial de entrega por drones, com envio de suprimentos médicos no Hospital WakeMed de Raleigh. O Departamento Estadual de Transportes recebeu vários prêmios pelo uso de drones durante os esforços de recuperação após a passagem do furacão Florence.

Primeiro voo de táxi voador autônomo

Táxi voador autônomo é testado pela primeira vez nos EUA
Empresa chinesa foi a primeira a obter uma autorização para realizar um teste com táxi voador nos Estados Unidos. (Fonte: EHang/Divulgação)

Pela primeira vez, uma empresa recebeu autorização da Federação de Aviação dos EUA (FAA) para a realização de um teste com um táxi voador autônomo. Apesar de poder transportar dois passageiros, o modelo voador da EHang não foi autorizado a decolar com pessoas embarcadas. Mas isso não tirou a importância do feito.

O início do voo chegou a ser adiado por cerca de meia hora, devido a problemas com o sinal de rádio. Uma vez resolvidos os obstáculos, o EHang 216 decolou da frente do hangar da patrulha rodoviária estadual da Carolina do Norte. O voo durou apenas cinco minutos por uma rota pré-planejada, e o táxi voador alcançou uma velocidade de 128 km/h.

Empresas de carros autônomos entregam alimentos durante pandemia

O sucesso da iniciativa ajuda a preparar o terreno para receber aprovação para demonstrações de passageiros em um futuro próximo. A EHang já declarou estar trabalhando com as autoridades para obter aprovação para utilizar o veículo dessa forma. A empresa obteve a primeira licença operacional na Europa para testes de voo da Autoridade de Aviação Civil da Noruega, estabelecendo uma base sólida para futuras operações no continente europeu.

Outros testes

Táxi voador autônomo é testado pela primeira vez nos EUA
Modelo EHang 216 deve ser utilizado principalmente para operações turísticas. (Fonte: EHang/Divulgação)

A EHang declara que realizou mais de 2 mil voos de teste na China, na Áustria, na Holanda, no Catar, nos Emirados Árabes Unidos e, agora, nos Estados Unidos. Os voos ajudam a testar rotas e vertiportos, de acordo com a empresa.

Em maio de 2019, a companhia realizou um teste de transporte urbano de carga aérea em colaboração com a empresa de entrega expressa DHL-Sinotrans. Durante o voo de demonstração, foi percorrida uma rota personalizada de aproximadamente 8 quilômetros em Donguan, na China.

Além de carros, barcos autônomos estão sendo projetados

Em novembro de 2019, dois EHang 216s concluíram voos experimentais simultâneos para operações de turismo comercial em Guangzhou. A empresa pretende implementar na cidade chinesa o primeiro programa piloto de Mobilidade Aérea Urbana (UAM). A EHang também planeja entregar cargas de suprimentos médicos de baixo peso, incluindo sangue e órgãos para uso emergencial.

Perfil da EHang

A EHang é uma das dezenas de empresas convencidas de que o carro voador se tornará um modo viável de transporte urbano no futuro. A empresa possui três linhas principais de negócios: mobilidade aérea (incluindo transporte e logística de passageiros), gerenciamento inteligente de cidades e mídia aérea.

Essas atividades são sustentadas por um conjunto abrangente de suporte de serviços operacionais para clientes de veículos autônomos voadores, englobando treinamento, manutenção, configuração de sistemas de comando e controle e monitoramento de voos.

Liderança global

No início de 2020, a EHang solidificou a sua liderança no setor publicando o artigo O Futuro do Transporte: White Paper sobre Sistemas de Mobilidade Aérea Urbana, que explora a fundo o potencial da UAM para transformar o transporte globalmente.

O documento oferece informações sobre o design de seu veículo, uma visão geral das possíveis aplicações e o atual cenário regulatório, bem como recomendações para a otimização do caminho da UAM em direção à comercialização.

Fonte: Ehang, Evtol, The Verge, Estado de Carolina do Norte, Ups, SEC.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login