Mobilidade para quê?

Tecnologia torna viagens de ônibus mais seguras

Com a ajuda da inovação, Buser leva aos ônibus equipamentos de segurança que contribuem para reduzir os riscos nas estradas

2 minutos, 28 segundos de leitura

30/11/2021

viagens de ônibus mais seguras

O cansaço dá sinais que algumas vezes são claramente perceptíveis, mas outras nem tanto. Uma tecnologia implantada pela Buser, maior plataforma de intermediação de viagens rodoviárias do Brasil, não deixa esses detalhes passarem despercebidos. 

Trata-se da câmera de fadiga, que utiliza inteligência artificial para acompanhar o nível de cansaço do motorista. Dotada de um sensor, ela é capaz de definir um padrão nos primeiros cinco minutos de monitoramento do rosto do profissional e, a partir disso, identifica variações desse padrão, a exemplo do número de piscadas por minuto ou da duração das piscadas. 

Os alertas são observados por uma central da startup que opera 24 horas por dia. Quando determinado nível de fadiga é diagnosticado, a equipe imediatamente entra em contato com o condutor. Se necessário, a central faz o acompanhamento remoto até o ponto de apoio mais próximo, onde o profissional é substituído. 

Em alguns casos, o substituto já está a bordo. A presença do segundo motorista é obrigatória nas viagens da Buser com percurso superior a 437 quilômetros ou com mais de sete horas de duração. 

Soluções efetivas

A câmera com sensor de fadiga já está presente em 40% dos cerca de 700 ônibus fixos que rodam pela plataforma. “Começamos a instalar o sistema há mais de um ano e nunca registramos acidentes com esses veículos”, descreve o líder de Segurança e Risco da Buser, Rodrigo Souza.

Outra inovação é o sistema de telemetria, ferramenta que permite o controle da velocidade em tempo real. Caso o motorista ultrapasse 90 km/h, um alerta sonoro é acionado e a Buser aplica uma multa à empresa proprietária do ônibus. 

O recurso, que já está instalado em mais da metade da frota e deve chegar a 100% até o final do ano, tem se mostrado eficaz para coibir a velocidade acima do limite – nos últimos seis meses, a incidência de emissão do alerta foi reduzida em 86%. O mesmo equipamento permite acompanhar cada etapa da viagem, pois identifica se um veículo parou, se chegou ou saiu com atraso ou se passou do tempo previsto para uma parada.

“Além de zelar pela manutenção adequada dos ônibus, encontramos soluções eficazes para combater as duas outras principais causas de acidentes: excesso de velocidade e cansaço dos motoristas”, descreve Souza. 

A Buser aposta, também, nas ações de conscientização. A empresa conta com um curso de reciclagem online para motoristas parceiros, voltado principalmente a quem já teve advertências. Trata-se de um reforço ao treinamento pelo qual todo profissional passa antes de ingressar na plataforma, uma oportunidade para aprender sobre os equipamentos e a política de segurança interna da empresa.

infográfico buser

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login