Buscando sugestões para:


Mobilidade para quê?

Yamaha Fluo ABS é nova scooter de entrada

Bem equipado, modelo de 125 cc traz, além do freio ABS, os sistemas Start & Stop e Smart Key para brigar com a Honda Elite

4 minutos, 5 segundos de leitura

06/04/2022

Por: Arthur Caldeira

nova scooter Yamaha
A recém-lançada Scooter elétrica da Yamaha custa R$ 13.390. Foto: Divulgação/Yamaha

Quem quer gastar menos gasolina e evitar o trânsito nas cidades encontra nas scooters uma maneira econômica e prática de se locomover. Mais fáceis de pilotar do que uma moto, elas têm alcançado constantes recordes de vendas. Em 2021, foram emplacadas 107.285 unidades – alta de 40%, em relação ao ano anterior.

De olho nesse mercado, a Yamaha amplia sua linha de scooters com a Fluo ABS. Com motor de 125 cc, o novo modelo traz equipamentos até então inéditos no segmento de scooters de entrada, como freio ABS na dianteira, chaveiro de presença (Smart Key) e sistema Start & Stop.

Com visual moderno e farol de LED, a Yamaha Fluo ABS chega às lojas, neste mês de abril, em três cores – azul metálico, branco e preto – e preço sugerido de R$ 13.390. Apesar de mais cara, porém mais equipada, a Fluo ABS quer incomodar a Honda Elite 125, segunda scooter mais vendida no País, em 2021, com 21.797 unidades.

Motor econômico e câmbio automático

O motor de 125 cm³, a gasolina, produz 9,5 cv de potência máxima a 8.000 rpm e 1 mkgf de torque a 5.500 giros. O câmbio é automático do tipo CVT, como na maioria das scooters.

A grande novidade fica por conta do sistema Start & Stop, que identifica quando a scooter para e, automaticamente, desliga o motor para reduzir o consumo de combustível e a emissão de poluentes. Em tráfego normal, o motor deixa de funcionar após paradas de 1,5 segundo. Já no para e anda do trânsito carregado, o desligamento ocorre após 5 segundos.

Rodas aro 12 e pneus largos

Com chassi tubular em aço, a Fluo ABS pesa apenas 98 quilos a seco (102 quilos em ordem de marcha). A scooter tem rodas de liga leve de 12 polegadas, calçadas com pneus de medidas mais largas do que as concorrentes: 100/90, na dianteira, e 110/90, na traseira, para aumentar o conforto e melhorar a absorção de impactos.

Na dianteira, a suspensão do tipo garfo telescópico convencional tem 90 mm de curso. Na traseira, há um amortecedor, fixado lateralmente, com 88 mm de curso.

O grande diferencial da Fluo, porém, está nos freios. É a única scooter de entrada equipada com sistema ABS, que atua apenas no disco dianteiro. Na traseira, usa um freio a tambor.

OFERTAS 0KM

Comodidade

A Fluo ABS também traz alguns itens de conforto e comodidade não usuais no segmento de scooters de entrada. A começar pelo chaveiro de presença (Smart Key), que dispensa a chave para ligá-la. O sistema ainda permite abrir o bocal do tanque e o compartimento sob o assento, com 25 litros de capacidade, onde é possível guardar um capacete.

Outra facilidade é a posição do bocal do tanque de combustível, localizado no escudo frontal, em vez de sob o assento, como em outras scooters. Dessa forma, ao abastecer, não é preciso abrir o banco e retirar as “tralhas”. Ainda no escudo, há uma útil tomada de 12 V, que, de acordo com a marca, foi um pedido dos consumidores revelado em pesquisa.

Volta rápida

Já tivemos a oportunidade de pilotar a nova Fluo ABS. Embora o primeiro contato tenha sido em uma pista fechada, ambiente diferente do uso normal de uma scooter, o modelo surpreendeu pela agilidade, mesmo com os pneus largos.

Bastante leve, a Fluo muda a direção com facilidade – uma qualidade importante em um veículo feito para “driblar” o trânsito. O assento fica a apenas 78 cm do chão, o que facilita as manobras e não intimida os iniciantes nas duas rodas, grande parte do público nesse tipo de moto.

O desempenho é modesto, mas suficiente para rodar na cidade e de acordo com seu motor de 125 cc. A velocidade final não deve passar dos 100 km/h.

Destaque para o freio. Apesar do tambor na traseira, menos eficiente que o disco, o sistema ABS na dianteira ajuda a parar a scooter com segurança, principalmente no piso molhado.

Em teoria, a Fluo leva vantagem por ter rodas aro 12 para enfrentar nosso asfalto ruim – a Elite, sua principal concorrente, tem roda de 10 polegadas na traseira. Mas as principais “armas” para enfrentar o modelo da Honda são o freio ABS e o sistema Start & Stop, que se traduzem em mais segurança e economia.

Por outro lado, a Fluo fica em desvantagem pelo preço maior. Atualmente, a Elite 125 tem valor sugerido de R$ 10.850, cerca de 20% menor do que a nova Yamaha. Uma boa briga, na qual quem ganha é o consumidor.  (A.C.)

Ficha Técnica

Em 2021, foram emplacadas 107.285 scooters, alta de 40%, em relação a 2020

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login