Buscando sugestões para:


Na Perifa

Muito além de um só dia: das ruas para os grandes painéis

Campanha da 99 homenageia motoristas com obras de arte em seis cidades para promover maior reflexão sobre a representação feminina nos espaços urbanos

4 minutos, 37 segundos de leitura

11/03/2022

Por: Apresentado por 99 e Blue Studio

A motorista parceira Jaqueline Ramos Silva é a homenageada do primeiro painel a ser finalizado, no Minhocão, na capital paulista. A obra é assinada pela artista visual Bea Corradi, que dialoga com temas do universo da mulher. Foto: divulgação

Na sociedade brasileira (e em muitas outras), as mulheres não estão representadas. Atrás do volante, não é diferente: apenas 35% das carteiras de motoristas expedidas no País pertencem a mulheres. Elas são 21,5% entre todas as pessoas que dirigem legalmente por ruas e estradas nacionais, de acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Levantamento feito pela 99, empresa de tecnologia ligada à mobilidade urbana e à conveniência, aponta que só 20% das ruas das cidades carregam nomes femininos. Para mudar essa lacuna na representação feminina, a 99 convidou artistas mulheres para retratar as motoristas parceiras da plataforma em painéis de arte urbana em seis cidades brasileiras.

O projeto começou no último dia 9 de março, como uma reflexão sobre a necessidade de abordar o tema o ano todo, e não somente no Dia Internacional das Mulheres. “Estamos acostumados com iniciativas voltadas às mulheres que começam e terminam no dia 8 de março. Na 99 nós levamos essa conscientização adiante, atuando o ano todo em ações diversas para o público feminino”, explica Juliana Biasi, diretora de Marketing da 99.

Visibilidade o ano inteiro

Com a arte urbana, temas como esse ganham visibilidade além de uma data pontual e representam as motoristas parceiras: mulheres que, diariamente, já estão tornando as cidades mais femininas. “Em um País ainda marcado pela hegemonia masculina, são várias as razões que levam a profissão de motorista ser tão pouco considerada por mulheres que buscam um ganho para seu sustento”, avalia a diretora. “A ideia de um painel fixo é justamente marcar a importância do empoderamento feminino e a luta pela igualdade de gênero: não é sobre o dia 8 de março e sim sobre todos os dias. Por isso, queremos que cada dia mais mulheres assumam as direções de suas vidas e dos seus carros”, acrescenta.

Desenvolvida pela 99 e com criação da CP+B, a ativação faz parte das ações que a empresa desenvolve desde 2019 com foco na representatividade feminina e em manter ativa a reflexão sobre a participação das mulheres nos espaços públicos. A iniciativa também conta com o Instagrafite, que atua há nove anos no ramo da arte pública, criando e produzindo projetos que conectam marcas ou causas com pessoas pela arte e tecnologia.

Os painéis irão ocupar espaços públicos em São Paulo (SP), Campinas (SP), Rio de Janeiro (RJ), Recife (PE), Salvador (BA) e Porto Alegre (RS) e serão pintados ao longo do mês de março. Em São Paulo, a obra fica em uma das empenas do Elevado Presidente João Goulart, mais conhecido como “Minhocão”, um dos pontos mais famosos da capital paulista, por ser uma importante conexão viária da cidade, também frequentado por inúmeras pessoas que buscam lazer aos domingos, e palco já constante de intervenções artísticas.

Novas habilidades e possibilidades

Jaqueline Ramos Silva, motorista parceira da 99 há quatro anos, foi escolhida para fazer parte do movimento #ElasChegamJuntas, mais uma iniciativa do 99 Mais Mulheres, que tem como objetivo trazer mais segurança, liberdade e autonomia para motoristas parceiras e passageiras.
Todos os dias, Jaqueline começa sua jornada às seis horas da manhã e roda 100 quilômetros por dia pela cidade de São Paulo. Formada em produção audiovisual, ela trabalhava com cinema, mas escolheu ser motorista de aplicativo depois de uma depressão ocasionada por uma crise profissional. “As pessoas sempre falaram que eu dirigia bem, então pensei: Por que não?”, conta.

Foi por meio das corridas pela 99 que Jaqueline conseguiu se reerguer economicamente, emocionalmente e vislumbrar outras habilidades. “Percebi que tinha uma escuta empática e fiz curso de psicanálise. Agora já vou começar a atender, mas não pretendo parar de dirigir porque ser motorista de aplicativo me oferece uma renda para continuar fazendo outras coisas que gosto”, avalia.

Jaqueline é a homenageada do primeiro painel a ser finalizado, assinado pela artista visual Bea Corradi, paulistana de 35 anos que já utiliza seu trabalho como ferramenta para dialogar com temas relacionados ao universo da mulher.

Muito além do espaço físico

O compromisso da empresa é também sobre enaltecer as histórias e a força das mulheres que vão ocupar esses locais públicos.

Trazer à luz as histórias de vida dessas mulheres também é dar espaço (Luciana Cardoso, ECD da agência CP+B Brasil)

Há anos a 99 vem liderando iniciativas por mais visibilidade e representação das mulheres nas cidades. No ano passado, a plataforma impulsionou a campanha “Por Cidades Mais Femininas”, cujo objetivo foi dar luz à discussão sobre a importância de tornar os espaços públicos mais femininos. Um dos desdobramentos da campanha foi a produção de um vídeomanifesto que apresentava a vivência de cinco mulheres de profissões e classes sociais distintas, com experiências de vida importantes para a discussão do tema.

Essas campanhas se somam a inúmeras ações do 99 Mais Mulheres, que tiveram início em 2019, como o botão de denúncia contra violências em parceria com o projeto Justiceiras; a doação de corridas para Delegacias das Mulheres; o 99Mulher e o +Mulher360. “O direito à acessibilidade de ações empreendedoras, à mobilidade segura para trabalhar e se divertir deve abranger todas as pessoas, sejam elas passageiras, motoristas parceiras ou funcionárias da 99″, finaliza Juliana Biasi.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login