Buscando sugestões para:


Na Perifa

No Brasil, 85% das pessoas obesas já sofreram gordofobia

Os constrangimentos têm relação direta com o estigma social da aparência; quanto maior o peso, mais recorrentes são os problemas

2 minutos, 0 segundos de leitura

14/07/2022

Por: Estadão Expresso

Os constrangimentos por estar com sobrepeso e em diferentes graus de obesidade ocorrem na própria casa ou de familiares, em estabelecimentos comerciais, rodas de amigos, consultas médicas e locais de trabalho. Foto ilustrativa: Getty Images

Ser vítima de preconceito e discriminação por causa do peso: de acordo com a pesquisa Obesidade e Gordofobia — Percepções 2022, 85,3% das pessoas consideradas obesas no Brasil já passaram por situações de gordofobia. O levantamento foi feito em fevereiro deste ano pela Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso)  e a Sociedade Brasileira de Metabologia e Endocrinologia (SBEM). Foram entrevistadas  3.621 brasileiros de 18 e 82 anos, de ambos os sexos.

DESTAQUES E CONCLUSÕES 

85,3% dos entrevistados já foram vítimas de gordofobia
Os constrangimentos sofridos por pessoas obesas têm relação direta com o estigma social da aparência
Quanto maior o peso, mais recorrentes são os episódios de gordofobia vivenciados
Ambientes em que esse tipo de situação mais ocorre: a própria casa ou de familiares, estabelecimentos comerciais, rodas de amigos, consultas médicas e locais de trabalho

Nos ambientes médicos, ao buscar alternativas para perda de peso, 61,5% dos pacientes tratados no serviço público alegaram uma sensação de desconforto e falta de acolhimento, ao passo que esse mesmo dado chegou a 44% no serviço privado

Beatriz Alaga Pini, psicóloga e membro da equipe transdisciplinar do Instituto de Medicina Sallet, afirma que os dados escancaram o preconceito e a estigmatização social com relação à obesidade. “São os obesos que ainda sentem e sofrem com a falta de informação das pessoas a respeito da obesidade como doença”, diz Beatriz. “Infelizmente, este tipo de preconceito se estende desde as pessoas que convivem diretamente com o obeso, até mesmo profissionais da saúde, o que só aumenta o sofrimento e dificulta a busca por um tratamento eficaz da enfermidade.”

A confusão entre aparência e doença faz com que quanto maior o índice de massa corporal (IMC) maior será o preconceito e, provavelmente, o sofrimento da pessoa obesa (Beatriz Alaga Pini, psicóloga)

Atos de gordofobia não são tipificados como crime por si só. Entretanto, há casos em que esse tipo de conduta foi relatada e transitou em julgado como injúria e danos morais. Atualmente, já está em curso o debate relativo à criminalização dessa atitude discriminatória.

Ninguém tem obesidade por escolha. Por se tratar de uma doença crônica, seus portadores precisam ser tratados com responsabilidade e respeito (Beatriz Alaga Pini, psicóloga)


De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login