Connected Smart Cities

Ambiente propício para economia criativa

Diversidade de polos tecnológicos e 100% de cobertura 4G colocam a cidade do Rio de Janeiro em primeiro lugar

1 minuto, 56 segundos de leitura

01/09/2021

Rio de Janeiro tem se destacado pela tecnologia, conhecimento e inovação. Foto: Divulgação Necta

Esse recorte é composto por 15 indicadores, 4 a mais do que a edição anterior, sendo 6 concebidos para o próprio eixo, 3 para Empreendedorismo e, considerando a inovação e possível uso de tecnologia, alguns dos dados novos de serviços públicos e soluções ofertados aos cidadãos também fazem parte desse recorte, sendo 2 para Mobilidade, 1 para Urbanismo, 1 para Energia, 1 para Segurança e 1 para Governança. A nota máxima é de 10 pontos, composta pelos seguintes pesos:

  • 1 ponto para os indicadores concebidos para os eixos Tecnologia e Inovação
  • 0,5 ponto para os criados para os eixos Empreendedorismo, Segurança, Energia e Mobilidade
  • 0,25 ponto para os indicadores de Urbanismo e Governança

O eixo é um dos que mais sofreram impacto em sua composição, com a inserção de soluções e serviços ofertados pelo setor público à população (serviços e infraestrutura) e também nos dados concebidos para avaliação do desenvolvimento de tecnologias de comunicação.

Considerando que o percentual de banda larga com mais de 34 mbps de velocidade não era mais referência para medir a qualidade do serviço, e este sendo o maior corte da segmentação da Anatel, o indicador de qualidade da banda larga sofreu alteração para velocidade média das conexões contratadas. Para saber detalhes do estudo, consulte o site da pesquisa.

100% DE COBERTURA 4G

A capital carioca obteve a primeira colocação e voltou a figurar, também, no ranking geral do Connected Smart Cities com a sétima posição, o que não acontecia desde 2018. A cidade do Rio de Janeiro conta com 100% da população coberta pelo serviço 4G, possui 6 operadoras de banda larga e 99,8 mbps de velocidade média nas conexões de banda larga contratadas.

Outros destaques positivos de tecnologia e inovação são seus 8 polos tecnológicos e 15 incubadoras, de acordo com dados da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Aprontec). A cidade registra, ainda, mais sinais de fomento nesse sentido, como crescimento de 0,3% das empresas de economia criativa e de 19,5% entre as microempresas individuais (MEIs).

“Alguns resultados já indicam o retorno do Rio de Janeiro ao cenário de cidades inteligentes do País.” Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro (RJ)

Para saber mais, acesse: ranking.connectedsmartcities.com.br

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login