Connected Smart Cities

O desenvolvimento de uma Belo Horizonte mais inteligente e sustentável

A capital concentra mais de 62 instituições de ensino superior e possui um dos maiores parques tecnológicos do país, com mais de 300 startups apenas na comunidade San Pedro Valley

1 minuto, 48 segundos de leitura

16/05/2021

Por: Beatriz Faria

Créditos: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Belo Horizonte (MG) voltou a figurar entre as 10 mais inteligentes e conectadas do país no Ranking Connected Smart Cities, impulsionada pelo seu desempenho nos eixos de saúde, tecnologia e inovação, governança e empreendedorismo. Recebendo o terceiro lugar no eixo Saúde, a cidade merece destaques quanto a oferta de leitos hospitalares, sendo 4,26 por mil habitantes, o investimento em saúde por habitante sendo superior a R$1.300 e 433 médicos por cem mil habitantes.

A cidade está investindo no programa Belo Horizonte – Cidade Inteligente, com o objetivo de investir em soluções inteligentes que busquem superar os desafios da gestão municipal. Entre os objetivos do programa, a cidade busca evoluir a infraestrutura tecnológica como base de uma gestão integrada entre as diversas áreas da administração, interagir com o ecossistema tecnológico da cidade para a construção de soluções conjuntas, fomentar empresas de base tecnológica para consolidar o setor de TIC como marca do município e favorecer o desenvolvimento econômico e a geração de empregos.

Belo Horizonte já conta com algumas soluções inteligentes como 711 km de fibra óptica, o aplicativo móvel PBH App que facilita na solicitação de serviços, uma Central Geradora de Energias Renováveis com painéis fotovoltaicos e biomassa oriunda de resíduos de poda e supressão de árvores e um Laboratório Aberto de IoT da Prodabel para prototipagem de soluções.

Além disso, a cidade está desenvolvendo ações a partir do Belo Horizonte Smart! que busca soluções voltadas para:

Sustentabilidade, meio ambiente e cidadania;
Mobilidade e Segurança;
Acessibilidade à governança e serviços ao cidadão;
Resiliência no desenvolvimento econômico e urbano;
Tecnologia, cultura e inclusão digital.

A cidade está, cada vez mais, desenvolvendo um conjunto integrado de ações a partir de abordagens inovadoras para, além de aproximar a população da gestão pública, elaborar soluções inteligentes, sustentáveis e tecnológicas. Belo Horizonte é um exemplo para cidades que buscam implementar a tecnologia como maneira de melhorar a qualidade de vida e proporcionar melhor eficiência operacional.

De 1 a 5, quanto esse artigo foi útil para você?
Quer uma navegação personalizada?
Cadastre-se aqui
0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.
Faça o login